The plot thickens

tão levo o carro à inspecção. ia resplandecente, a mandar charme pelo circuito fora, e a ownar os testes todos como a estrela cor-de-fogo que ele é. orgulho da sua dona! 

...e não é que saio de lá com um papel a condizer com a cor da pintura?? PQP!

claro que desatei a rir. e porque não? afinal estamos em 2018, akaannus horribilis. aliás, aquele resultado cheirava-se a kms de distância!

anyway,

motivo: a escova traseira em falta

sim.. nós não testamos a escova traseira.. eu mal me lembro que tenho escova traseira.. quanto mais testá-la antes de ir à inspecção.. eu limpei o carro minuciosamente.. a manápula estava a meio metro da escova traseira, e eu não dei pela falta. tudo certinho, tudo direitinho... menos o raio da escova traseira. que vergonha do crl!

ora, isto eram duas e meia, e às quatro tinha uma consulta - mais do que tempo suficiente para ir comprar uma escova, e voltar ao centro para repor a ordem no universo.

feuvert > secção das escovas > consultar catálogo > procurar referência > havia uma unidade. top! vinte minutos depois do cartão vermelho, tou a pagar a escova. piece of cake, ainda dizem que as mulheres não são desenrascadas!

vou a montar a escova, ali mesmo no parque de estacionamento da loja, e.. oi!? ondé questa merda é suposto encaixar.. o encaixe tá partido... WTF???

não roubaram só a escova. não.. tiveram que *partir* a puta da ponta do braço da escova. e o braço não é uma peça que esteja nas prateleiras das feuverts da vida, é uma peça que geralmente tem que ser encomendada... telefono ao homem e dou-lhe a má noticia do braço partido. resta-me telefonar para o entreposto a ver como é da peça. entretanto o homem diz que segue no metro até à estação de moscavide, e dá um salto à oficina.

falo com o departamento de peças, e FELIZMENTE tinham o braço em stock. ainda ia conseguir resolver aquela embrulhada a tempo de não me cobrarem a re-inspecção. pedi para reservar que o homem devia estar a chegar lá, e puz-me caminho de lá também. vinte minutos depois, o braço e a escova estavam instalados. siga pró centro.

foi apertado mas consegui! papel verde, re-inspecção oferecida, e às quatro estava na sala de espera para a consulta. puf..

o homem suspeita que pelo aspecto da coisa, não tentaram apenas gamar a escova, mas sim trocar o braço por outro que estava partido. ainda devem ter passado algum tempo de volta daquilo, pois a nossa porca estava calcinada, e aquilo não saiu assim tão facilmente. acabaram por trocar o braço aos bocados...

agora fica a dúvida no ar... teria sido o gajo da manápula asquerosa que gamou a escova ao cascas? se descobrisse quem era, mandava-lhe a factura :P


depois admiram-se que eu não tenha grande fé na humanidade 😑

20 de Julho de 2018, às 17:40link do post comentar(1)