Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Sabes que estás a ficar velha quando... V

Agosto 06, 2018

eu gosto muuuuuito de calor, e gosto muuuuuito de praia... mas com temperaturas acima dos 40º thanks, but no thanks!

por acaso tinha planeado ir à praia ontem, que à beira mar sempre se suporta melhor o calor insano que tem feito estes dias... achava eu! mas depois fui checkar a app de meteorologia, a ver como estava a coisa, e mudei logo de ideias.. 44º às quatro da tarde? HA HA HA!! NOPE, NOPE, NOPE!!

se quando ronda os 36º já pareço um peixe fora de água, mais 8 era a morte do artista. nos poucos minutos que estive na rua a 42/43 custava a respirar, e ao sol, a pele parecia que começava a assar.. lá aguentava horas naquela sauna. é que nem pensar!

mas acabei por ir à praia, hoje, que a coisa parecia estar ligeiramente mais "fresca". já passava das seis da tarde quando cheguei, e mesmo assim, ainda estava um calor sufocante. e a água nem por isso estava a um temperatura agradável para entrar lá dentro.

Sabes que estás a ficar velha quando... IV

Dezembro 29, 2017

tropeças num programa de passagem de ano que promete ser de arromba. vai acontecer num barracão gigante com ar industrial, com dois palcos a bombar música electrónica, entre o techno e house, e que tem como cabeças de cartaz uns moços que já andas para assistir ao vivo há uma porrada de anos. ainda por cima não é longe de casa, e até dava para ir a pé (se a noite não estivesse muito fria e não fosses tão comodista lol), nas calmas, depois da patuscada de fim d'ano.

irrecusável!!

só que a ideia de me ir enfiar num sítio cheio de pessoas demasiado excitadas, com bar aberto (que dá sempre em abusos) até ao inicio da madrugada, para ouvir música demasiado alta (ainda que seja do meu género favorito), combinada com holofotes a projectar feixes de luz de mil cores capazes provocar ataques epilépticos, respirar fumo de cigarro em vez de oxigénio, e ter que pensar em vestir algo que não seja umas calças de treino de andar por casa e a minha velhinha t-shirt desbotada de star wars, já não é tão apelativa como seria há uns anos atrás...

cum'cacete : /

Sabes que estás a ficar velha quando... III

Dezembro 07, 2017

a tua tolerância para temperaturas "extremas" parece reduzir a cada ano que passa. 

acima de 36ºC começa a tornar-se insuportável, com direito a tonturas, quebras de tensão, e dores de cabeça (nem sei como aguento 10 minutos no banho turco ou numa sauna lol). isto é uma tragédia para uma pessoa que adora calor XP

acima de 32ºC já começo a ficar mole.

o sweet spot parece estar algures entre os 24-26ºC, depende da quantidade de roupa que tiver em cima. menos, já começa a custar.

aos 18ºC começa a tornar-se desconfortável.

abaixo de 16ºC os músculos começam a ficar todos contraídos, especialmente os das costas, o que me provoca dores de cabeça horrorosas ao fim de poucas horas.

abaixo de 12ºC começa a tornar-se fisicamente doloroso.

abaixo de 4ºC começa a tornar-se insuportável.

é triste...

ainda por cima, este ano o inverno chegou mais cedo, crl pró frio :P

 

Time

Abril 18, 2017

há umas noites, tava na cama e tive uma daquelas ideias de merda, meter-me a ler sobre algo que me espera daqui por uns anos (menopausa, pronto!!). apercebi-me que à velocidade que o tempo está a passar, não tarda tenho esta história a bater-me à porta.. e fui subitamente atingida por uma onda de puro terror..

tive à beira de um ataque de pânico, ainda hiperventilei um bocadinho, ao pensar que estou a queimar os últimos cartuchos da vida (exagero eu sei, mas foi o que senti naquele momento), e ainda há tanta coisa que quero fazer e conhecer, e o tempo foge-me por entre os dedos como grão de areia, e não quero posso deixar para muito tarde, porque depois sei que vai-me faltar energia..

..bela maneira de queimar uma noite de sono!

cheira-me que tive um chilique de meia-idade.. pelos vistos não acontece apenas aos homens. a ideia que a nossa juventude está-se a esvair e não há nada que possamos fazer quanto a isso é horrenda.. e eu tenho um medo terrível de envelhecer..

para além de ter dificuldades em acreditar (e aceitar) que tenho a idade que tenho, a minha percepção do tempo está meio avaria. não consigo senti-lo nem dou pela sua passagem, mas ele está a passar estupidamente rápido.

parece que cada vez que pestanejo, passa um mês.. ainda há uns dias fui ao porto buscar a gata, não tarda muito está com a mesma idade do furas quando nos deixou.. não consigo medir o tempo. cinco anos parecem um eternidade, mas passaram a voar de uma forma assustadora.

será porque medimos o tempo pelos acontecimentos, e as rotinas que seguimos tornam os dias iguais, sem grandes novidades dignas de registo, e o nosso cérebro simplesmente ignora as coisas repetitivas? ou será que a percepção do tempo é mesmo relativa, e vai mudando conforme vamos ficando mais velhos?

não me sinto velha, não acho que pareça muito mais velha do que estava há 10 anos atrás. nem são os cabelos brancos e a flacidez da pele nalgumas partes do corpo que mais me incomoda.. é o caruncho que se entranha cada vez mais. noitadas ou poucas horas de sono mandam-me completamente ao tapete. as dores no corpo que surgem com mais facilidade e demoram mais tempo passar. sinto-me mais "pesada", e já custo levantar-me do sofá ou sair do carro, embora suspeite dos anos sedentarismo sejam os grandes culpados - algo ainda posso tentar reverter, mas já não tenho propriamente todo o tempo do mundo ou energia, como achava que tinha aos 20 e a vida me parecia uma eternidade.

news flash, não é!

nunca a time dos pink floyd fez tanto sentido...

Sabes que estás a ficar velha quando... II

Fevereiro 15, 2017

já te falta paciência para alinhar em programas do dia dos namorados, nem sequer nas vésperas, porque tal como tu, muita gente começou a antecipar a celebração para fugir às enchentes do dia 14 e aos programas pirosó-lamechas, e está tudo apinhado. e se há coisa pouco romântica é jantar num sitio barulhento, cheio de confusão, ter um serviço apressado, esperar montes de tempo pela comida, yada yada...

este ano foi mesmo, sair do trabalho, passar pelo supermercado que estava completamente vazio, perder a cabeça na secção da peixaria e trazer meio kg em três camarões, um pacote de salada, aproveitar a desculpa da ocasião para trazer umas batatinhas levemente salgadas da tyrrell’s (putas de boas), pão de alho, pimentos padrão, queijo da ilha, e umas molhangas. o homem ainda trouxe uma garrafa de vinho para ele, e eu trouxe hortelã para a minha limonada.

siga os dois pra cozinha. enquanto ele tratava da saúde aos camarões, fiz a limonada, preparei os padrões, fui adiantando a mesa, e controlei os timings, para que ficasse tudo pronto ao mesmo tempo. jantamos nas calmas, na companhia da gatifonga, ao som da minha playlist maravilha do shazam. bliss!!

depois, fiz uma cena altamente romântica.. troquei o homem pelo trabalho o resto do serão muahahaha. não chegamos a encher a banheira como planeado porque a barrigada foi deveras potente lol

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

drop me a line: isa [ arroba ] sapo [ ponto ] pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D