Shit just got real

em tempos que já lá vão, relatei por aqui o meu receio em meter tweets enquanto estava a sonhar. e quem diz tweets diz enviar mensagens, que o telemóvel aparece-me muita vez nos sonhos - apesar de ser um verdadeiro pesadelo fazer alguma coisa com ele :P levo uma eternidade a tentar escrever seja o que for, e nunca acerto nas teclas certas. é aflitivo!!!

anos passam, sem nenhum incidente a registar. até à noite passada...

a dada altura comecei a sonhar com uma banda qualquer, cujos membros usavam uns fatos brilhantes muita foleiros, em spandex azul eléctrico, e tinham umas coreografias igualmente foleiras. e eu decidi queria ver vídeos para me rir arrepiar com a vergonha alheia. a única coisa que sabia da banda, é que tinha ganho um festival da eurovisão há uma porrada de anos (e tendo em conta que eu não ligo nenhuma ao festival, nestas alturas fico realmente preocupada com aquilo que flutua pelo meu subconsciente). vai daí, fui ao google ver se descobria o nome. entretanto o sonho mudou completamente de direcção.

na manhã seguinte, ao acordar, pego no telemóvel para espreitar as novidades... e o que é que encontro aberto no chrome?

 

 

...OMFG!!!

eu lembro-me de ter googlado aquilo, mas não me lembro de ter acordado para usar o telemóvel.. aliás, podia jurar a pés juntos que estive sempre a sonhar.. agora tou aqui na duvida, será que estava a sonhar acordada? 😨

pelo sim pelo não, o telemóvel vai começar a ficar na sala durante a noite 😑

Gosto muito de viver no futuro

aterro numa sala de reuniões que está equipada com uma tv, que tem um pequeno penduricalho mágico ligado nela.

sento-me e saco do meu telemóvel esperto.

no meu telemóvel esperto tenho instalada uma app que se pendura no tal penduricalho, e tenho também instalada a app da nuvem que uso para guardar os meus trabalhos. 

vou à app da nuvem, faço download das imagens que preciso de apresentar na reunião e activo a app do penduricalho. depois vou à galeria das imagens, escolho uma e mando partilhar na tv da sala.

e a magia acontece!

a imagem salta prá tv. depois é só ir fazendo swipe entre imagens, enquanto os presentes as vão esmiuçando confortavelmente e eu vou tirando notas.


...sem perder tempo a ajustar o ecrã do portátil à tv/projector, sem correr os pisos todos à procura de alguém com um adaptador para o portátil que me possa emprestar porque o meu a) não serve b) ficou em casa, sem imprimir montes de folhas. maravilha!

e no fim ainda posso abrir a app do youtube e partilhar uns vídeos de gatinhos, ou mostrar outra coisa qualquer, bastando para isso partilhar o ecrã do telemóvel na app do penduricalho.

adoro o futuro, é um lugar tão prático \m/

Eu e os telefonemas...

ok.. risquei uma tarefa na primeira lista que não devia ter riscado.. a tal de perder a aversão a telefones, tão lembrados?
pois... eu até adoro o iphone e ando sempre agarrada a ele (é um verdadeiro milagre ele ainda não se ter fundido com a minha mão..) e tal, mas é por causa da internet, porque continuo a detestar ter que marcar números (até me dá suores frios) para fazer telefonemas e falar com pessoas (especialmente desconhecidos) como no primeiro dia..

desde que me conheço que não gosto de falar ao telefone, e se não foi aos 30 que a coisa mudou, acho que jamais vai mudar...pena, muita pena :P

19 de Junho de 2010, às 15:25link do post comentar ver comentários (1)

Experiências...

nos cerca de 10 anos que tenho telemoveis, nunca antes escolhi ter o serviço pós-pago...até ontem!

decidimos fazer uma experiência. já que os tarifários da optimus para o iphone, total (pré-pago) e 15 (pós-pago) oferecem praticamente as mesmas condições, quisemos saber se compensa subscrever um plano mensal em vez de ter que fazer carregamentos obrigatórios. a diferença é que optando pelo pós-pago, metemos 10€ ao bolso todos os meses. isto assim de repente, representa uma poupança de 120€/ano em comunicações..

mal uso o telemovel para a finalidade de primordial dele, telefonar, e chego a andar com mais de 80€ de saldo acumulado, coisa que me irrita.. vá lá que excedo sempre os limites de trafego de internet e aquilo vai ratanto o saldo.. espero é que no pós-pago também seja assim..

anyway, acho que vai dar tudo à mesma merda...se quero usar o serviço, sou obrigada a pagar a tempos e horas de uma forma ou de outra.. é, no fundo, mais uma embirração à boa moda tuga, "estar casado com a operadora".. (o que é estúpido, porque normalmente os telemoveis estão bloqueados às operadoras...)

se não acharmos piada a esta história, finda a experiência, aqui a dois ou três meses, é só mandar cancelar o contrato e voltar aos carregamentos..mas a verdade é que ate gostava que funcionasse. a ver vamos :)

Coisas de gente doida...

aí há uns dias, iamos a atravessar almada, quando o marido liga o telemovel a um carregador universal que temos no carro, e de repente começa-se a ouvir, assim baixinho:

 

pi pii pii pi pi pii pi pii pii pi pi pii...

ficamos logo os dois histéricos pela excitação: "não me digas que estamos a apanhar uma transmissão qualquer via código morse, não me digas que anda aí alguém nesses prédios a mandar mensagens secretas sabe-se lá para quem!"

e quando já estava para sugerir que o marido pegasse numa caneta para anotar os sons, ele ajusta a ficha e o barulho pára. "hummm, não me parece que seja código morse...acho que é mau contacto entre a ficha e o telemovel..." conclui ele. e era mesmo..

"ohhhhhhhh!" gritamos os dois, desiludidos.

LOL

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.