Grandioso

tenho uma relação amor/ódio com o roger waters. não perdoo o gajo por ter quebrado os pink floyd, mas sem ele, os pink floyd não são pink floyd..

abriu o concerto com a "speak to me" coladinha à "breathe", que era tudo o que eu queria ouvir naquela noite (aliás, tocou o dark side of the moon quase todo, praise the lord 🙏). pena não ter tocado a "sheep", tinha feito umas pinguinhas :D

já vai lançado na terceira idade, mas ainda dá uns shows do caneco!! 

roger waters roger waters
roger waters

🤘

I swear I'm not high

volta e meia sou acometida por uns momentos de fraqueza marados e coisas bizarras acontecem..

 

tipo, DETESTO covers das bandas (e músicas) da minha vida, mas parece que agora dei em encalhar neles.. e é chato ter que admitir que alguns até se ouvem bastante bem.

entretanto (e novamente graças à oxigénio), fiz outra descoberta musical fixe.. ainda que seja uma heresia do tamanho do universo*: dub side of the moon!

 

agora com licença que vou só ali tomar um banho em água benta e volto já :D

 

* é por causa destas coisas que tenho lugar garantido no forno lá embaixo!

Se provas faltassem..

hoje, ao entrarmos na pastelaria do costume, apanhamos a another brick in the wall (pt. 2) a passar na rádio. por azar, à medida que nos aproximámos do balcão e vem uma rapariga toda sorridente para nos atender, começa a soar aquela guitarrada brutalissima, capaz de fazer vibrar este universo e o outro, e nós entrámos em transe. era ela a tentar falar connosco e nós completamente noutra, a guinchar os acordes. 

 

"eix.. agora vais ter que esperar um bocadinho.." diz-lhe o marido num breve regresso à realidade, e a rapariga passa ao cliente do lado.

 

o "casal do costume" vai passar a ser conhecido por "casal maluquinho" :D

10 de Outubro de 2012, às 21:14link do post comentar

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.