Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

O fim-de-ano perfeito!

Janeiro 04, 2009

a noite em que 2008 nos ia deixar foi planeada com bastante antecedência. além disso, o ano estava a correr tão bem que exigia uma despedida à sua altura!

então, já estava decidido desde do ano passado, que a próxima passagem de ano seria novamente celebrada no casino. a novidade deste ano é que o dia e a noite também seriam passados em grande, num hotel em lisboa. nada como terminar o ano a fazer das coisas que mais gostamos: spa e relax num sitio à maneira.
a escolha recaiu no vip grand hotel & spa, que já andava debaixo de olho desde a sua inauguração. e que grand escolha fizemos nós!!! oh my...mas lá chegaremos!

há uns meses atrás, tava eu a acompanhar a cafezada da hora de almoço dos suspeitos do costume, quando olho pra montra da miss sixty, e depois de limpar a baba, disse: "já sei o que vou usar na noite da passagem de ano!"

e foi mesmo!

o difícil foi encontrar uns ténis à maneira, mas encontramos uns bem giros na nike store, que combinavam na perfeição com o meu esplendido jumpsuit da killah.

o marido vestiu-se novamente na h&m. comprou um blazer assim pro brilhante, para combinar comigo, e uma camisa às riscas roxas, para combinar também comigo (levei um casaco roxo, e as meias também eram roxas), que iria usar com uns jeans e uns all stars. tava mesmo grosso, o homem!

um dia antes, tava a pensar cá para comigo que seria um sacrilégio vestir-me daquela forma sem me maquilhar...mas eu não me sei maquilhar...mas o hotel tem spa e cabeleireiro... também devo conseguir uma make up artist que me faça o servicinho, não..?
e contei a ideia ao marido, que se prontificou a descobrir se tal coisa era possível.
e era!

as coisas não podiam tar a correr melhor. dia 31 seria um dia perfeito, para acabar um ano perfeito.

fizemos o check-in às três da tarde. chegamos ao nosso quarto, no 11º andar e ficamos assombrados com o que vimos!
o quarto era lindo, muito bem decorado, e finalmente uma cama confortável, com edredon de penas em vez de mantas, almofadas decentes, tudo branquinho. e o wc era fabuloso, e tinha uma banheira absolutamente g-e-n-i-a-l!


(claro que não é preciso contar-vos sobre a rambóia que houve dentro daquela banheira, pois não? aposto que a vossa imaginação já se antecipou loll)

depois fizemo-nos ao banho turco. não chegamos a perguntar pelo jacuzzi porque eu tinha a maquilhagem marcada pras 5.45 e não ia haver tempo para tudo. mas o banhito soube muito bem!

então à hora marcada lá estava eu, pronta para ficar fabulosa. e bem tava a precisar, que o meu nariz estava vermelhão como tudo, e tinha o queixo numa desgraça por causa das borbulhas. já não era a primeira vez que era maquilhada por uma pro, mas foi a primeira que mo fizeram comigo deitada he he
o marido não assistiu porque quis que fosse surpresa. e ele gostou do que viu hi hi hi

depois tivemos uns problemas técnicos com os nossos intestinos, que eu já tava a ver a coisa a andar para trás, e em vez de chegarmos ao casino às nove, chegamos as nove e meia e aquilo já tava apinhado.
a nossa mesa este ano era perto da janela, e voltamos a ficar ao lado dumas tias, mas estas ao menos eram estrangeiras e não eram tão enjoadas como as do ano anterior.

quando reparei que, ao contrario do ano passado, não havia passas em cima da mesa ia-me dando uma coisa má. nem queria acreditar que não ia comer as minhas 12 passas quando batesse a meia-noite...levamos o jantar todo a fazer conjecturas, do tipo, porque é que o destino este ano não queria que eu pedisse os meus 12 desejos, como faço sempre desde que me lembro. e até chegamos a umas conclusões interessantes, mas eu queria mesmo as minhas passas...

o meu estômago ainda estava marado (o filha-da-puta do xico tinha que me visitar no último dia do ano :P), mas a sopinha parece que compôs a coisa. levamos montes de tempo a jantar, também com entrada, sopa, prato de peixe, prato de carne e sobremesa, foi obra...acabamos por não sair para ir ver o fogo de artificio e assistimos da nossa mesa mesmo :)

por volta das onze e meia começa-se a ver o espumante a chegar às caixas, e com ele, as benditas das passas, que começaram a ser distribuídas pelas mesas...e naquele momento, a noite ficou pura e simplesmente perfeita!

o resto do jantar foi passado a recordar o ano que estava prestes a terminar, e eu a ver que dava cabo da maquilhagem com as lágrimas de emoção..nem consegui agradecer decentemente ao marido por me ter proporcionado o melhor ano da minha vida, que começava logo a querer chorar... e chegou a meia-noite, e comi as passas e pedi os meus desejos, e vi o fogo de artificio, e molhei o bico no espumante e ia vomitando, e dei beijinhos ao marido, enquanto ouvia clássicos dos 80's, que eu tanto gosto...perfeito. absolutamente perfeito!

saímos do casino por volta da uma e meia...que eu não suporto xutos e pontapés, e aquilo estava a rebentar pelas costuras. as máquinas paparam-nos 20 euros sem devolver nada em troca, e achamos que estávamos a desperdiçar quality time valioso que podia ser aplicado na banheira do quarto hi hi hi

e o ano começou bem, muito bem!

(mais fotos por aqui)

...e assim começou 2008!

Janeiro 02, 2008

perguntava-me o marido qual tinha sido a minha melhor passagem de ano..

hesitei, não sabia... acho que nunca tinha pensado nisso antes...
fiz uns flashbacks, a minha memória não é lá muito boa, mas consigo recordar-me de algumas coisas.

quando era pitazinha lembro-me que as passagens de ano costumavam ser comemoradas na sociedade recreativa local (em bensafrim). aquilo era uma festa bacana, com bailarico e tudo. a malta juntava-se, reservava-se as mesas, e toca de fazer comida e carregar tudo de casa para lá (tudo mesmo, comida, bebida, pratos, talheres, tudo menos as mesas e cadeiras lol). lembro-me de andar de um lado para o outro a derrapar na serradura que costumavam meter no chão, para que não ficasse manchado (acho eu que era essa a razão da serradura...), e andar a correr por entre as pessoas que dançavam ou esconder-me debaixo das mesas..recorda-me de duas ou três passagens de ano assim. depois houve outra passada no carro, a caminho da praia da luz, e depois seguiram-se aqueles tempos (*/me morde a língua*) em sagres, onde as passagens de ano passaram também a significar trabalho, muito!
geralmente era casa cheia, o pessoal gostava de passar o fim de ano lá. ouve algumas divertidas, mas era muito cansativo, tendo em conta que depois daquela gente toda bazar, tínhamos que meter aquilo tudo em ordem para abrir a porta no dia seguinte. houve um ano lixado, mas que até acabou por funcionar, acabou-se a luz à meia noite e meia, e só voltou às três ou quatro da manhã..um dos camones que estava lá sacou de um acordeon e fez a festa enquanto se tentava ligar um gerador.
se bem me recordo, a passagem de ano de 99-00 foi a última que trabalhamos, mas no dia 1 abríamos sempre a porta.

depois sagres acabou e nós mudamo-nos para a nossa casinha e começamos a comemorar por cá. as três primeiras foram parecidas: jantarada, com ou sem amigos, e depois ir ver o fogo de artificio ao parque da paz e tava a coisa feita.

mas este ano eu queria algo diferente. não queria ficar em casa, queria sair e ter barulho, confusão e festa. pensamos em hotéis mas os preços eram escandalosos, pensamos em restaurantes, mas não era bem aquilo que eu queria...e depois surgiu a ideia do casino...

...e reservamos jantar para dois no casino de lisboa, no restaurante atrio, que era aquele que tinha a ementa mais maneirinha.

a reserva estava feita para as nove e chegamos lá mesmo a horas (coisa rara nunca antes vista). a ambiente já estava a aquecer. banda de covers a cantar grandes temas dos 80's (adoro 80's), espectáculo burlesco (nunca tinha visto ao vivo e a cores he he), fanfarra, trapezitas, sei lá que mais!
o restaurante era espectacular, sofisticado, o serviço impecável, a comida deliciosa e a bebida à descrição. não conseguíamos parar de nos elogiar pela nossa escolha he he he

decoração goodies burlesque
 
entrada prato de peixe prato de carne desert

(mais fotos aqui)

depois do jantar fomos ver o resto do casino, e aproveitar para experimentar as slot machines, com os vouchers que nos tinham oferecido pelo jantar. ganhamos 15 eur lol

depois de termos recolhido o prémio, começamos a pensar em ir lá para fora para ir assistir ao fogo de artificio, que ia ser lançado perto da torre vasco da gama. custamos a sair de lá, tal não era o maranhal de gente amontoado naquela zona..

os meus saltos tavam-me literalmente a assassinar os pés, e com muito esforço que consegui arrastar-me até à margem em frente ao pavilhão de portugal, não foi o local certo, pois não conseguíamos ver o fogo decentemente, mas eu já não me dava mexido mais. acabei por descalçar os cabrões dos sapatos e passei o ano descalça lol o chão tava gelado, mas que se lixe!
o mais giro de tudo é que se via fogo de artificio por toda a margem sul, nem saiba bem para onde olhar he he

entrar novamente para dentro do casino é que foi lixado, estavam centenas de pessoas a querer entrar todas ao mesmo tempo. lá conseguimos, esmagados e arrastados pela multidão e ainda andamos por lá mais um bocado. a música tava fixe, parecia uma disco, a festa estava ao rubro. isto na zona dos espectáculos, porque na zona da jogatina, o ambiente era como o pedro me tinha descrito: deprimente.. muita gente sozinha, inanimada, a queimar cigarro atrás de cigarro, colada às slot machines, a ver se ganhava alguma coisa, completamente indiferentes à festa que se estava a acontecer mesmo ali ao lado...enfim...

às tantas, o fumo, as dores nós pés e o cansaço (o marido foi para lá com 3 horas de sono em cima) falaram mais alto e às duas da manhã já estávamos em casa..não somos moços de farra anyway. mas gostei bastante, foi uma boa maneira de acabar um bom ano. nunca tinha entrado no casino e este deixou-me impressionada. não era nenhum montecito, mas arriscaria a dizer que gosto mais deste lol

e sou gaja de voltar lá em dia de festa (mas sem saltos)!

....e então, eis que cheguei a uma conclusão conclusão sobre a pergunta do marido: esta foi das melhores passagens de ano que já tive! :D

Era uma vez o ano de 2007

Dezembro 31, 2007

2008

manda a tradição que o ultimo mês do ano, dezembro, seja um mês de reflexão e (re)definição de objectivos.
portantos, é nesta altura que faço as contas à vida e revejo o ano que passou, o que foi feito e o que ficou por fazer, o que ficou bem feito e o que ficou mal.. e pode-se dizer que o saldo é bastante positivo!

2007 foi mesmo "aquele" ano! tinha que ser, tinha mesmo que ser, ou não fosse o ano de todos os 7's (o meu número ultra-favorito). começou cheio de expectativa e termina com uma sensação de missão cumprida, quis grandes emoções e tive-as, não mudava absolutamente nada, nem sequer as coisas más que aconteceram, que também fazem parte do processo. podem crer que vou ter saudades deste ano, já me tá a dar aquela nostalgia...sacana passou depressa demais, custo a acreditar que estamos quase a reiniciar...

então, em modo de resumo, em 2007: atravessei finalmente a ponte 25 de abril à pata, integrei uma equipa de trabalho fantástica, reencontrei a minha turma do 9º ano, fiz uma lista incrível, saltei dum avião para o vazio, assisti e fotografei as minhas bandas favoritas (chemical, air, massive) ao vivo, tive grandes dias de praia na galé, senti um tremor de terra pela primeira vez, meti um piercing, conheci gente famosa, meti em prática coisas que andava a adiar há muito tempo, terminei de mobilar a minha casinha (mobília, televisão, sistema de som), participei em conferências, viajei (norte, oeste, sul), fotografei, cozinhei, vivi...pufff!

ao correr os posts deste ano, encontrei um desafio em que tinha alinhado, sobre os meus objectivos para 2007. eram eles: viajar, carro novo, aprender e projectos pessoais.
então, durante este ano andamos que nos fartamos por esse portugal fora, ainda não foi este ano que compramos o carro, pois preferimos enterrar o guito a andar por aí e fazer e comprar aquilo que nos apetece em vez de nos endividarmos até à ponta dos cabelos e não sair de casa. conhecer, aprender e evoluir, e projectos pessoais...podia ter feito mais nestes campos, mas o sacana do tempo não dá para tudo (lá está, tenho que aprender a geri-lo melhor) ainda assim, pode-se dizer que aprendi bastante :)

se tinha muitas expectativas para 2007, então o próximo ano está cheio de metas a atingir. para tal não é preciso muito, basta que 2008 siga o ritmo dos anos anteriores. desde 2001 que tem sido sempre a abrir, cada ano que entra é sempre melhor que o que passou.
planos: evoluir, continuar com as passeatas, ter 50% da minha listinha riscada (só aqui está muita, muita coisa), e talvez aquele que vá ser o maior desafio de todos, tentar deitar-me todos os dias da semana antes da meia-noite.. soa-me a tarefa impossível, mas vai ter que ser..

Feliz 2008 a Todos Vós (e não se esqueçam das passas)!

E para dar inicio ao novo ano...

Janeiro 02, 2007

...nada mais refrescante que o resumo do fim-de-semana... ah poizé!

 

Aqui o tasco não se rege pela história do "ano novo, vida nova", fica tudo tal e qual!

Bem, como já se sabe que a malta é muito sossegadinha e pouco dada a devaneios, fizemos a jantarada por casa e saímos para ir comemorar o ano novo com metade de almada no parque da paz, como de costume :)

 

O marido tinha um deadline (outro :P) até ao fim do dia 31, o que me complicou as voltas, porque tive que arrumar a casa e preparar o "banquete" sozinha, e quando chegou a hora de começar a enfardar, estava mais cansada que sei lá o quê :P Queimados pelo ano passado, que quase já não chegávamos lá a horas da meia-noite, desta vez fomos com uns belos 40 mn de antecedência.

Deu para chegar lá na boa, arranjar estacionamento e um bom spot para montar o tripé e fotografar a sessão de fogo de artificio que se seguiu depois de bater a meia-noite.

 

Comi as passas todinhas, pedi os meus desejos todinhos, tirei montes de fotografias, e quando dei por mim, tinham passado os 20mn de espectáculo...bolas...devem ter sido dos 20mn mais rápidos da minha vida :P pareceram mais 5mn que outra coisa qualquer.. Mas recebi o novo ano muito bem, com um sorriso do tamanho do mundo e as passas da cimarron nem por isso eram intragáveis he he!

 

Outros não tiveram tanta sorte, e vão ter um ano difícil, de muita luta... ainda nem passava da meia noite e meia, já andam à batatada no estacionamento, não faço ideia porquê, só sei que por pouco não fomos atingidos pelo reboliço :P

 

Ontem não saímos de casa, nem sequer me vesti! Foi descanso total!

Mas hoje, como tínhamos ambos o dia de folga, demos umas voltinhas, fomos tratar de alguns assuntos pendentes, e fomos tirar umas fotos nos arredores, para nos habituarmos à maquina..as fotos podem ser vistas no sitio do costume ^^

 

E sabem que mais? Após umas semanas de "férias", o House está quase, quase a voltar! Já era sem tempo...puff!

 

Este ano, e por causa daquela história dos setes, já disse ao marido que quero fazer uma coisa especial, completamente doida no dia 7 de Julho, que por acaso, calha convinientemente a um sábado. Já temos uma boa ideia, vamos lá ver se vai ser possível em pratica a tempos e horas...se não, lá teremos que arranjar um backup plan, igualmente marado he he

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

drop me a line: isa [ arroba ] sapo [ ponto ] pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D