Hummm...

suspeitas que és uma criatura de hábitos quando os funcionários das pastelarias e tascas que frequentas, já memorizaram o NIF do homem, e nem é preciso dizer o número ou pedir factura lol

4 de Janeiro de 2019, às 20:58link do post comentar

Se ele não fosse assim... XXXI

"o teu roupeiro parece o titulo dum soft-core chunga"

...é assim que o homem descreve o meu roupeiro 😐

25 de Dezembro de 2018, às 22:13link do post comentar

Argh...

tou tão cansada, tão cansada, tão cansada, que era capaz de passar uma semana inteira a dormir.. de preferência debaixo de um coqueiro.. esparramada num lençol de areia branca.. numa ilha minúscula perdida no oceano índico.. era isso.

14 de Dezembro de 2018, às 19:00link do post comentar

Irritações

como não vejo televisão tenho andado a perder uma pérola que passa na sic radical, aparentemente há uma porrada de tempo. calhou sair da ignorância ao ver um vídeo partilhado no reddit, com um excerto de um dos últimos programas. achei aquilo hilariante e fui à fonte, à procura do programa completo.

vi o programa, e depois comecei a ver para trás. não conseguia parar, é com cada barrigada de rir como há muito não apanhava numa cena do género. é uma espécie de noite da má língua, mas para millennials (ie, mais lifestyle menos política). muito bom!

uma pessoa vê aquilo e pensa, foda-se há trabalhos muita bons. ir pá televisão debitar parvoíces e ser pago para isso é genial! mas a verdade é que nem todàgente consegue ter piada para fazer tal coisa, por isso há que dar o mérito a quem merece.

anyway, eu tenho muitas irritações. podia partilhar com eles, a ver se pegavam nalguma delas. por exemplo aquela de numa pastelaria, cada empregado tirar um galão diferente, e que vão desde o intragável ao delicioso. será que custa assim tanto aprender a tirar um galão decente?? 

e pessoas que dizem logo "isso não dá!" ou "impossível", sem sequer tentarem?

tantas, tantas irritações!

29 de Novembro de 2018, às 00:47link do post comentar ver comentários (1)

Aceitam-se apostas!

adoro usar manjericão fresco em saladas e molho de tomate. mas quando compro, naquelas embalagens que se vendem nos supermercados, aquilo apodrece em três tempos, e lá vai a embalagem praticamente inteira para o lixo. por esta razão, acabo por usar manjericão liofilizado, que é the next best thing... mas continuo a preferir fresco, e a jogar dinheiro ao lixo com uma certa frequência 😩

tão hoje, quase pelo mesmo preço da embalagem de 20gr, trouxe para casa um vaso com um pequeno arbusto de manjericão lá dentro. vivo! apostas a ver quanto tempo consigo que ele sobreviva? um mês?

25 de Novembro de 2018, às 17:02link do post comentar ver comentários (1)

Cenas

uso uma banda para controlar quantas horas ando a dormir por noite, para ver se ganho juízo. por acaso a banda até é bastante precisa no registo das horas a que adormeço e desperto, e se acordo durante a noite. bem mais do que aquilo que esperava de um gadged de 20€, para ser honesta.

só tem uma limitação, se adormecer depois das seis da manhã, não regista informação de sono.

tão vai-se a ver, hoje não tenho registo de sono. ontem não tenho registo de sono, anteontem não tenho registo de sono. por acaso trás-anteontem tenho registo de sono, mas no dia anterior também não tenho registo de sono. e a banda nunca saiu do meu pulso...

yep... não há solução para a minha pessoa 😑

24 de Novembro de 2018, às 22:40link do post comentar

Tenho duas notícias

a boa é que a gatifonga está com um casaco de pêlo brutal, super farfalhudo e extra fofo!

a é que eu tenho uma teoria: quanto mais pêlo lhe cresce nesta altura, mais frio vai ser o inverno 😱

mas vamos acreditar que é apenas uma teoria sem fundamento.. o pêlo da bicha não tem poderes de adivinhação coisa nenhuma, e só me parece maior porque ela tá bué badocha, e o inverno vai ser fixe 🙏

1 de Novembro de 2018, às 23:25link do post comentar

Se provas faltassem.. VI

ontem à noite recebemos um batch de emails da professora de japonês, com material didáctico em anexo, links e cenas, para irmos treinando.

nesses emails, vinha apenas um escrito em português - um recado. então, ao que parece, o segurança do edifício pediu à professora para avisar os alunos que era melhor não entrar mais de 5 pessoas de cada vez nos elevadores... oh!

contei há uns dias que a turma este ano está reduzida a 9 8 pessoas, e porque nos conhecemos todos, as aulas são uma rebaldaria. especialmente à saída. vamos em bando, na galhofa, entramos todos no mesmo elevador, e na galhofa descemos. começou por ser quase um desafio para o livro do guinness, daqueles tipo quantas pessoas cabem num smart. a cabine é minúscula, vamos todos espalmados, mas aquilo diz que leva 10 pessoas (cá para mim, só se forem metade crianças) e umas centenas de kgs, e nunca sequer apitou!

mas pronto, o senhor segurança teve que vir chover na nossa parada, bah! 😩

(o mail era geral, por isso cheira-me que não somos os únicos he he he)

29 de Outubro de 2018, às 23:03link do post comentar ver comentários (2)

Mistérios do Universo... V

ando há anos para escrever sobre isto. é algo que me atormenta o espírito porque por mais voltas que dê, por mais teorias que formule, por mais experiências que faça, não consigo encontrar explicação para este estranho fenómeno,

o lado da cama em que durmo!

há pessoas que têm um lado da cama fixo. há pessoas que dormem em qualquer um dos lados. eu estou no meio.

consigo dormir sem problemas em qualquer um dos lados da cama, mas consigo dormir no lado mais próximo da porta do quarto. decidir o lado que vou ocupar na cama é instantâneo mal chego a um quarto novo. e nunca falha!

tão e se a porta ficar aos pés da cama? perguntam vocês.
bom, nesse caso fico do lado da parede.

tão e se a janela ficar aos pés da cama? perguntam vocês.
bom, nesse caso fico do lado da porta.

tão e se a janela e a porta ficarem aos pés da cama? perguntam vocês.
bom, nesse caso deito-me para o lado em que durmo melhor (literalmente), que é à esquerda. por exemplo, no campismo, durmo sempre à esquerda.

as melhores noites de sono que tenho, é quando durmo à esquerda, com a porta ao lado. se me forçar a deitar do lado da janela, tenho insónias e levo a noite toda às voltas na cama. há uns anos, andei uns tempos com uma dor numa costela no lado esquerdo, e o médico sugeriu que evitasse dormir sobre aquele lado. então experimentei dormir uns meses do lado da cama junto à janela...

FOI HORRÍVEL!!!

PQP, os piores sonos que tive em toda a minha vida. até que desisti, e voltei para o outro lado...

azar o meu que o quarto está preparado para levar a cama apenas numa posição, não há volta a dar (nem o ocd deixava). da próxima vez que mudar de casa, tenho que levar este detalhe em consideração :P

28 de Outubro de 2018, às 23:02link do post comentar ver comentários (5)(1)

Se ele não fosse assim... XXX

deixou-se dormir, sentado na retrete, a ouvir metal no telemóvel...... só acordou porque eu comecei a reclamar que a música estava-me a dar um colapso nervoso...

25 de Outubro de 2018, às 22:12link do post comentar

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.