First world problems... XII

temos andado a remodelar a nossa tecnologia. finalmente temos uma caixinha escondida atrás da tv que substitui o mac-media-center que vivia no móvel da sala (òzanos que queria isto caneco!!!), wifi a bombar full power, e um esquema de storage digno desse nome.

para não começarmos já com o pé esquerdo, a encher os discos novinhos em folha com toneladas de lixo desnecessário, estamos a braços com a penosa tarefa de organizar pastas e eliminar ficheiros du/tri/quadri/plicados de backups antigos, feitos à parva e de mil formas diferentes.

ficheiros esses, que são na sua grande maioria fotos antigas, entre 2000 e 2011. não só é uma tarefa chata como a potassa, como está a ser um bocado deprimente constatar os efeitos da idade numa pessoa...

acho que está aqui potencial para despoletar uma crise de meia idade 😑

First World Problems XI

pessoas que gostam jeans rasgados vão-se identificar:

quando estamos a enfiar os ditos jeans, o dedão do pé ficar caçado num rasgão, abrindo-o ainda mais? FFFUUUUUU

First world problems... X

trabalhar na zona do chiado tá-se a revelar um drama...

e não é por causa do caos provocado pelo intenso trânsito automóvel e humano que enfrento diáriamente, mas sim... pelas modas!

eu, que nem por isso ligo muito a essas merdas, e muito menos tenho pachorra para acompanhá-as, dou por mim toda invejosa dos trapos que a malta passeia pelas ruas.. a estrangeirada então, ainda me complica mais o esquema, com os estilos malucos que trazem para cá.

até dos gajos tenho inveja. a sério!

um destes dias, passa por mim um tipo enfiado numa saia comprida justa, que lhe assentava estupidamente bem! tão estupidamente bem, que senti uma dor aguda na alma, ao concluir que jamais iria vestir uma saia que me assentasse de forma espectacular como àquele gajo.

não há dia que não me cruze com alguém que me faz virar a cabeça, e nesses breves segundos, olhar fixamente em busca de vestígios da marca. raramente tenho sorte.. acho que já estive mais longe de abordar as pessoas, e perguntar-lhes onde compraram a roupa. para mim considerar fazer tal coisa, o assunto é grave!

First world problems... IX

ando com os neurónios todos às cabeçadas uns com os outros. a culpa é das ferramentas de trabalho que uso diariamente:

sketch, slack, sourcetree, sublime, Spotify

passo o dia a usá-las alternadamente, às tantas começo a meter os pés pelas mãos e já não sei qual das ésse-o-quê é que tenho que pegar a seguir. vá lá que não uso o safari nem o spotify.. ainda me dava uma coisa má!

vinte e seis letras no alfabeto, haviam de teimar com o raio do ésse..

First world problems... VIII

o problema de ver séries e filmes sempre com legendas em inglês, é nas raras vezes em que os vejo legendados em português, o meu cérebro curto-circuitar porque o que oiço não corresponde o que leio e fico a apanhar do ar  :/

21 de Fevereiro de 2016, às 01:56link do post comentar ver comentários (3)

First world problems... VII

durante as doze "badaladas" que assinalam o reset ao calendário, peço sempre doze desejos para o ano que se segue, um por cada uva-passa que vou enfiando no bucho. trezentos e sessenta e quatro dias depois nunca me lembro da maioria dos desejos que pedi, para concluir se vale a pena continuar com a tradição...

é que aqueles 20€ que ganhei num jackpot do euromilhões não compensam o sacrifício que é comer aquela treta XP

First world problems... VI

tenho as mãos tão geladas que o ecrã do telemóvel não reconhece o toque dos dedos..

First world problems... V

vou ver o interstellar por descargo de consciência. não quero deixar escapar a oportunidade de ver no grande ecrã um filme do meu género favorito.. antes chateada que arrependida, é o que eu costumo a dizer nestes casos.

 

resta a dúvida se vou conseguir sobreviver sem grandes mazelas a outro mais-do-que-certo peido mental do nolan (espero estar redondamente enganada, acreditem), que ainda por cima traz o mcconaughey a reboque.. e eu não. posso. com. o. homem! três horas a levar com ele na tromba vai ser o maior frete do ano..

 

volta dicaprio, tás perdoado :P

 

[edit] vá, o filme até se come. vê-se bem, compreende-se bem (apesar do paleio científico todo, BS on the side), é bonito.. e o mcconaughey conteve-se nos assobios lol 

First world problems... IV

às vezes dá-me assim umas paragens cerebrais e vou-me meter em sítios que tou farta de saber que devia fugir deles como o diabo da cruz.. como ontem por exemplo, que achei que era um bom dia para ir lagartar ali prós lados da comporta. tava calor e a praia é bonita, sei lá..

 

a quantidade de carros estacionados na berma da estrada era um prelúdio da confusão que lá estava instalada, mas que ainda assim não me demoveu do meu objectivo. não me apetecia conduzir mais 10 minutos até à praia mais próxima, anyway.

 

fiquei com o feeling que a comporta tá a dois verões de mudar de nome para caparica - tava de tal modo atafulhada, que para além de não haver espaço livre nenhum entre as "quintas", tornava-se quase impossível atravessar a selva de chapéus de sol à procura de poiso, já para não falar na dificuldade em assentar o pé sem tropeçar na malta que se banhava ao sol. até chegarmos a uma zona que tivesse pelo menos 10 metros de distância entre toalhas alheias ainda palmilhámos umas quantas centenas de metros. nem quero imaginar como será em agosto!

 

acho que tenho que levar um bloco de post-its para o carro e começar a assinalar os sítios proibidos durante o verão e espetá-los no pára-brisas :P



mas é tão linda :')

First world problems... III

o que me custa habituar os pés às havaianas no inicio do verão.. e o que me custa desabituá-los no fim.. fosga-se!!

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.