Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Sabes que estás a ficar velha quando... II

Fevereiro 15, 2017

já te falta paciência para alinhar em programas do dia dos namorados, nem sequer nas vésperas, porque tal como tu, muita gente começou a antecipar a celebração para fugir às enchentes do dia 14 e aos programas pirosó-lamechas, e está tudo apinhado. e se há coisa pouco romântica é jantar num sitio barulhento, cheio de confusão, ter um serviço apressado, esperar montes de tempo pela comida, yada yada...

este ano foi mesmo, sair do trabalho, passar pelo supermercado que estava completamente vazio, perder a cabeça na secção da peixaria e trazer meio kg em três camarões, um pacote de salada, aproveitar a desculpa da ocasião para trazer umas batatinhas levemente salgadas da tyrrell’s (putas de boas), pão de alho, pimentos padrão, queijo da ilha, e umas molhangas. o homem ainda trouxe uma garrafa de vinho para ele, e eu trouxe hortelã para a minha limonada.

siga os dois pra cozinha. enquanto ele tratava da saúde aos camarões, fiz a limonada, preparei os padrões, fui adiantando a mesa, e controlei os timings, para que ficasse tudo pronto ao mesmo tempo. jantamos nas calmas, na companhia da gatifonga, ao som da minha playlist maravilha do shazam. bliss!!

depois, fiz uma cena altamente romântica.. troquei o homem pelo trabalho o resto do serão muahahaha. não chegamos a encher a banheira como planeado porque a barrigada foi deveras potente lol

Dia dos apaixonados II

Fevereiro 14, 2017

AHA!! hoje tenho desculpa para escrever um post lamechas sem ninguém apontar o dedo :D

tão eu e o homem trabalhamos juntos, e não é raro ouvir "não sei como conseguem, eu não era capaz!" acompanhado por uma expressão facial algures entre o surpreendido/chocado..

a sério que não compreendo o espanto, o que não falta por aí são casais/famílias que partilham o local de trabalho, e nunca vi problema nenhum nisso. aliás, só vejo vantagens... mas eu sou suspeita!

para nós, ser colegas é algo natural. talvez porque tenhamos começado como colegas de curso, o que assentou bem as bases da coisa. estávamos habituados a estar 24/7, e quando o curso acabou e cada um foi para o seu lado trabalhar, foi esquisito. felizmente, cinco anos depois voltávamos a ser colegas. desde 2010 que trabalhamos juntos, e estamos na mesma equipa já lá vão 4 anos.

estamos sentados lado a lado e ainda ninguém se magoou.. se bem que ele às vezes diz que tem medo de mim. admito que ele é muito mais paciente que eu, que não é raro ter ataques de fúria com as minhas cenas he he he

se levamos os problemas do trabalho para casa? podem ter a certeza que sim! se isso faz mossa na relação? de maneira nenhuma! a nossa vida pessoal e profissional pode estar completamente baralhada, mas é possível gerir a coisa.

mas assim sempre juntos, não se cansam um do outro? não! somos muito parecidos nos gostos e na forma como encaramos a vida. levamos tudo na descontra, estamos sempre a ter conversas parvas, sobre tudo e mais alguma coisa, e sempre a gozar um com o outro. diz o homem, que parecemos dois adolescentes cretinos com rasgos de seriedade lol

mas não é apenas a nossa personalidade descontraída que permite esta dinâmica. a nossa amizade e cumplicidade também pesam muito. enquanto equipa, só temos a ganhar. dentro e fora do trabalho. e sabemos que funciona bem, porque os nossos colegas mais antigos reconhecem-nos quase como se fossemos uma só pessoa :D

temos um entendimento muito próprio, muitas vezes nem preciso de lhe dizer como quero as coisas feitas que ele já sabe, e vice-versa. adivinhamos muitas vezes o que o outro está a pensar. é bué creepy e fixe ao mesmo tempo.

o homem é perfeccionista e um bocado workaholic, e obceca muito com o trabalho. é frequente apanhá-lo a programar a altas horas da madrugada, porque andou o dia todo encravado com qualquer coisa, e lembrou-se de repente da solução; ou porque descobriu outra mais eficiente. às vezes tenho que armar-me em polícia, porque não quero que ele frite os circuitos cedo demais.. mas por compreender melhor a necessidade que ele tem de fazer aquilo, não lhe dou cabo da cabeça. muito muhahahahah

e os problemas pessoais, não vão para o trabalho? a cena é, estamos sempre juntos.. não há disso. por estarmos perfeitamente cientes dos stresses um do outro, e conseguimos apoiar-nos melhor. quando chega ao fim do dia estamos ambos de rastos, ninguém se põe a medir a pilinha do cansaço ou da frustração.

quando é para desligar, é para desligar. é por isso que levo as férias e as escapadinhas tão a sério. apesar de nunca ser a 100%, porque muitas das conversas rodam à volta do nosso ramo. but then again, não imagino as coisas de forma diferente.

e espero que assim continue, durante muuuuuitos mais anos. tipo, até à reforma!!

Dia dos Apaixonados

Fevereiro 14, 2016

houve em tempos uma fase muito lamechas neste tasco, até que os habituais começaram a queixar-se de tanto mel e eu deixei-me de grandes manifestações. mas lá porque me deixei de florzinhas e abelhinhas, não quer dizer que tenha deixado a colmeia secar!

tão, aproveitando que hoje é dia dos namorados e ninguém leva a mal, vou só deixar isto aqui:

das coisas que mais gosto de fazer ao meu gajo é arrancar-lhe uma boa salva de gargalhadas. e ele a mim. aliás, nem podia ser de outra forma, já que a nossa cena assenta em sólidos alicerces de estupidez natural :D

mas também porque sei que a vida não é só palhaçada e risota, nunca é demais recordar aquilo que é realmente importante numa vida a dois ♥

O Valentim ficou feliz

Fevereiro 16, 2013

o meu gajo queixa-se que é um bocado azarado (e já tenho testemunhado umas cenas que me fazem acreditar nele), mas volta e meia o karma dá-lhe folga e o cabrão tem uns rasgos de sorte geniais.

 

há coisa de duas semanas encomendou umas traquitanas que já me estavam prometidas há uns tempos. por azar um dos artigos não estava disponível na altura da compra e a coisa arrastou-se mais uns dias do que o suposto, no biggie… e como há males que vêm por bem, o destino ditou que a encomenda fosse entregue precisamente no dia 14 de fevereiro!

 

apareceu-me no poiso todo pimpão, com a caixa na mão, a desejar-me "happy valentine's" :D

 

(safou-se de boa, foi o que foi muhahahaha)

 

à noitinha, enquanto me preparava para grelhar uns camarões e amanhar umas molhangas gulosas para o jantar romântico da praxe, ele esventrou-me o mac, substituiu-me o disco (uma das "prendas"), instalou o sistema operativo e pimpou-me aquilo tudo. uma jóia de moço, este que eu arranjei!

A propósito do dia dos namorados

Fevereiro 14, 2011

hoje é um bom dia para partilhar uma das coisas que tenho aprendido ao longo do tempo, a respeito de relações e vida a dois:

 

o amor não se vê nas mensagens de texto, cartões, flores, chocolates e nos ursinhos de peluche, nem nas férias e fins de semana românticos, nas sessões de spa e massagens a dois. nem tampouco na troca de mimos e carícias ou naqueles momentos onde tudo é simplesmente belo e corre às mil maravilhas, sem desafios, preocupações ou transtornos.

 

o verdadeiro amor revela-se quando duas pessoas por força do destino se vêem obrigadas a passar pela merda mais inimaginável e conseguem sair ilesos e mais unidos do que nunca.

 

quando há que fazer sacrifícios, quando há que manter a calma e a frieza, quando a solidez e estabilidade são postas à prova, quando um não deixa o outro se ir abaixo porque desistir é a saída fácil, quando não há ressentimento...

 

...isso sim é amor!

 

não me posso queixar, já temos passado por cenas bem caricatas ao longo destes quase 10 anos de vida em comum, felizmente nada de realmente grave. mas tenho a certeza que se acontecer alguma coisa, tenho a pessoa certa ao meu lado.

Dia dos encalhados...em casa!

Fevereiro 15, 2010

já que no ano passado a coisa correu tão bem, quis repetir a experiência. então andei a ver se arranjava um programa decente para o fim-de-semana dos apaixonados. sitio bonitinho, mimos no spa, jantar gay etc e tal..

mas tava complicado, todos os hotéis que queria já não tinham vagas.. e para tar a ficar aqui por perto ou ir para um sitio que não me estava a apetecer, caguei pra coisa..

 

acabamos por passar o dia s. valentim em casa, a fazer coisas realmente glamorosas, tipo esfregar vidraças e as paredes da marquise com lixívia fortíssima para assassinar o bolor, ou no caso do marido, cortar às postas o estrado velho que estava a ganhar raízes (literalmente) na varanda há quase dois anos...

sim, foi absurdamente romântico, nós os dois, cada um na ponta da casa com as mãos enfiadas na merda..e ainda faltou arrumar a despensa, mas achamos que quatro visitas aos contentores do lixo rebentaram com a nossa quota mensal :P
 

no fim, ainda restou ao marido coragem para sair de casa debaixo de chuva e ir ao nepalês buscar o jantar, que a última coisa que nos apetecia fazer era cozinhar.

jantamos ao som da máquina de lavar roupa e acabamos a noite agarradinhos no sofá, a ver o vegeta a levar um camaçal de porrada no dragonball kai (pode-se dizer que o DB está na génese da nossa relação, por isso até fez um certo sentido he he)...sim, mais romântico deve ser impossivel :P

 

bom, mas para compensar, como no sábado estava um dia lindíssimo e como eu sabia da previsão do tempo para domingo, peguei no marido e fomos ver o pôr-do-sol a porto covo. aproveitamos e antecipamos a ceia de s. valentim num dos nossos restaurantes favoritos.. e tratamo-nos como gente grande..ou pelo menos os camarões eram BEM grandes!

Pelos caminhos de Portugal - versão Caramulo/Estrela

Fevereiro 19, 2009

acontece que tínhamos decidido há uns tempos, que fim-de-semana a meio do mês, era fim-de-semana de escapadinha.

quis fevereiro que esse fim-de-semana coincidisse com o dia dos namorados. não íamos desistir por causa disso, claro, até teve a sua piada.
 
então no sábado enfiamo-nos no carro e só paramos no caramulo. mentira, paramos numa estação de serviço na A1, onde um mitra de aspecto queimado, como quem precisava desesperadamente de uma dose, tentou vender-nos uma playstation..2!
nestas coisas somos sempre muito cuidadosos.. "epá, migo, já temos uma 3... sorry...." e pouco depois o gajo bazou, num sedan com matrícula francesa...medo :P

depois de uma longa e sinuosa subida até à vila do caramulo, ficamos assombrados com a quantidade de carros estacionados à frente do hotel..das duas uma, ou aquilo é normal aos fins-de-semana ou toda a gente teve a mesma ideia que nós...bah!
demos duas voltas ao parque de estacionamento e o único sitio vago era entre dois carros. dois mercedes grandalhões, um dos quais teve a amabilidade de deixar mais um vinco (com raspão e tudo) na porta do cascas..quanto mais ricos, mais badalhocos. é o que eu digo...

este hotel era outro dos que já andava debaixo de olho há uns valentes meses. finalmente apanhamos vaga..finalmente que é como quem diz, que a reserva foi feita umas semanas antes pa evitar chatices, que nós já aprendemos a lição.
não o conhecíamos muito bem porque não encontramos fotos na net...mas era 4 estrelas, tinha spa e ficava num sítio bem fixe. eram requisitos mais que suficientes!

chegamos lá, fizemos o check-in, e subimos para o quarto. era enoooorme, o maior onde já ficamos. dizia o marido, que era quase do tamanho a nossa casa. não andava longe lol
pena que não tinha varanda, e as janelas eram minúsculas, apesar de duas das paredes serem em tijoleira de vidro. uma pena mesmo, porque a vista...a vista, meus amores, era de morrer e ir pro céu! se alguma vez tinha ficado num sítio com tal vista!

depois fomos enfiar-nos no spa! primeiro banho turco, e depois cada um foi pra sua massagem. o marido fez uma ayurvédica e veio de lá todo estropiado, mas com um sorriso de orelha a orelha. adorou aquilo. eu fiz uma facial, que não andava de apetites a ser untada de alto a baixo. blargh...
a sala de repouso do spa tinha uma vista brutal sobre o vale. era mesmo, mesmo fixe!

seguiu-se o jantar!

uns dias antes da data, o hotel mandou-nos um email com a ementa do dia nos namorados. tínhamos que nos decidir, se queríamos reservar ou não, e que o restaurante estaria fechado nessa noite. como não conhecíamos a zona, e com medo de apanharmos uma barrigada de fome, acabamos por aceitar a sugestão do hotel.

então a ementa rezava assim:

entrada: dueto de amor
prato principal: mimo de  paixão recheado
sobremesa: ninho de prazer

deliciosa, hem? ainda mandamos um mail de volta a perguntar que raio vinham a ser aquelas "iguarias" mas era segredo..

o percurso até a sala onde se ia realizar o jantar, um longo corredor que atravessava o hotel e que tinha vista pró vale, estava iluminado apenas por velinhas no chão. muito romântico he he
uma vez no recinto ficamos parvos. aquele era, de longe, o jantar mais pirosó-lamechas que já tínhamos participado..não, a sério, só faltavam balões no tecto, que as fitinhas e os lacinhos e os anjinhos e os castiçais tavam todos lá..

a comida em si não era nada de especial..uma entrada que consistia em espargos frescos (bhlergh) enrolados em salmão fumado, salada e ovo cozido. o prato principal era naco de vitela recheado com o que eu desconfio que fosse... peixe?, acompanhado de puré de alho..perdão, de batata, e a sobremesa era uma salada de frutos silvestres, um bocado seca, na minha opinião. mas a taça de chocolate até tava boa lol

aquilo até correu bem, mas pouco depois da banda ter começado a tocar covers melosos bazamos dali para fora, que já tínhamos atingido a nossa cota de lamechice :P

no domingo o dia começou por volta das oito. acordar, pequeno-almoço, arrumar a tralha e check-out. às dez já estávamos em cima dum penedo a apreciar a vista!

fizemos duas caches na serra. o caramulo, para além de ser uma serra lindíssima, tem uma vista magnífica. a manhã estava muito clara e meio enevoada mas via-se o vale todo até as montanhas da serra da estrela, e outras tantas que eu não tenho a certeza do nome.
acabamos por não ter muito tempo para explorar a serra que eu estava maluca para ir pá estrela, que ainda tinha neve. mas ficou a promessa de voltar lá e palmilhar aquilo como deve de ser.

às duas da tarde tavamos quase nas penhas douradas, sitio que eu queria conhecer à força e que não me desiludiu. apesar da temperatura andar nos 9ºC a neve ainda resistia. na torre já tava mais frescote, cerca de 6ºC, mas para chegar lá tivemos quase duas horas numa fila. a torre é a sintra lá da zona, ao fim-de-semana é invadido pelas gentes das cidades, e é o inferno na terra pa se chegar (e estar) lá..não ficamos muito tempo. fomos comer qualquer coisa que já estávamos mortos de fome e depois bazamos com medo que nos fossem ao carro, que as pessoas pareciam baratas tontas. um qashqai que ia à nossa frente levou uma panada num gajo que estava a sair do estacionamento, a quem eu dei prioridade. uma salvajaria, i tell ya...selvaaaagens!!!

às seis já estavamos a descer a serra. despedi-me da neve porque da próxima vez que voltar lá, ela já passou a outro estado físico.

no total fizemos apenas 4 caches, duas no caramulo, duas na estrela. foram poucas, mas boas!
fui obrigada a trepar penedos, a esgueirar-me e saltar (qual cabra montanhesa) por entre calhaus enormes, e a subir (e descer) uma porrada de degraus para chegar ao miradouro do caramulinho. acho que foram as caches que mais me exigiram esforço físico. vim de lá toda partida..t-o-d-i-n-h-a!

tava entrar no túnel da gardunha quando me começou a dar o cansaço e o sono..meia dúzia de km depois eu já dizia que morria..e ainda tinha mais de 300km pela frente!
tive que por a música em altos berros, mas depois acabou-se o cd barulhento e para não estar a ouvi-lo outra vez, tive que ligar a rádio. só apanhava emissões com relatos de futebol ou música pimba. sintonizamos uma que estava a passar das piores músicas que alguma vez já ouvi. tão pimbas que me tiravam o sono. 
mas chegamos a casa são e salvos. já podemos dizer a música pimba salvou-nos a vida! loll

vinha tão estourada que aterrei no sofá e só me levantei para comer qualquer coisa. à meia-noite tava na cama!! coisa-rara-nunca-antes-vista!

o pior foi para me levantar na manhã seguinte. não tinha sono porque até tinha dormido horas suficientes, mas não havia um único músculo no meu corpo que não me doesse... consegui arrastar-me até ao chuveiro, mas tive que tomar banho sentada no poliban, que não tinha forças para aguentar-me de pé..quando voltei pro quatro meti-me na cama outra vez...não me lembro de alguma vez me sentir tão cansada...é que nem me dava mexido! :P

tou velha...velhaaaaaa!

(e tenho que voltar pró ginásio :P)

mas foi um granda, granda fim-de-semana!!!

(logo ponho as fotos, que isto sem fotos não tem piada. mas a preguiça aliada ao cansaço e à falta de tempo é uma coisa deveras fodida)

Está-se a aproximar aquela data...

Fevereiro 08, 2008

...que só serve para vender ursinhos e anjinhos vestidos de diabinhos e coraçãozinhos e cartõezinhos e florezinhas e perfumezinhos e essas coisas todas.
já se disse por aqui que não temos o hábito de comemorar tal ocasião, mas ontem, o meu caro esposo informou-me que me ia oferecer algo nesse dia. fiquei logo com a pulga atrás da orelha, mas ele disse-me que se o chateasse muito por causa disso que desistia da ideia. opá! não cheguemos a tais extremos! parei logo com as tentativas de adivinhar o que é que ele tinha em mente.
não lhe vou oferecer nada porque, ou comemoro todos (pai, mãe, criança, namorados, etc etc), ou não comemoro nenhum, que foi a opção escolhida há já vários anos (sim, sim, eu sei que é muito bonito nos lembrarmos dos outros nesses dias e homenagea-los com uma lembrança, mas eu sou uma avessa e pouca coisa se pode fazer quanto a isso). nada me impede de oferecer presentes quando quero e me apetece, até porque oferecer coisas fora dos dias estipulados pela sociedade tem muito mais piada e surpreende mais as pessoas .

anyhoo, hoje quando abri a home do sapo e vi lá o meu bonequinho fiquei toda derretida lol então cá vai disto!



(quando mudar o template isto é que vai ficar uma coisa gira, hem...:P)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: isa@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D