Isa dá corda aos sapatos II

ontem tava uma noite tão boa, que caguei pró ginásio e fui dar uma corridinha na rua, aproveitar para fazer um test drive à musculatura do core desenvolvida graças ao trabalho árduo da PT :D

vesti o equipamento, tirei os ténis de corrida do mofo, enfiei-me no corta vento, e lá fui eu. só não levei música porque não tenho nenhuma armband onde enfiar um telemóvel de 5.5".

a última vez que corri na rua foi há dois anos e meio. já me tinha esquecido do quanto agradável é, em noites mornas, com um ventinho bom a soprar. não me quis esticar muito, pois não sabia como é que o corpo iria reagir, até porque correr na rua é um bocadinho diferente que correr numa passadeira no ginásio. fui nas calmas, a apreciar a noite, a certificar-me que respirava calmamente, a testar a passada e o comportamento das pernas e dos joelhos, notar se apareciam dorzitas. tudo ok. no final nem estava muito ofegante e recuperei rápido.

fiz 3km sem pausas, com uma média de 8 min/km, um bocadinho longe dos 6 min/km que já conseguia no último registo que tenho, mas a coisa há-de-se recompor :)

cheguei a casa, estiquei o tapete na sala, apaguei as luzes e ainda fiz meia-hora de yoga. bliss!

24 de Abril de 2018, às 14:00link do post comentar ver comentários (1)(2)

Burpees do demo

monto-me na elíptica para fazer o aquecimento, e fiquei entretida a contemplar a PT, que estava ali perto com outra vitima outro cliente.

estava concentradíssima a torturar um homem enorme, o chamado "armário", que estava a suar que nem um cavalo, e provavelmente a questionar um sem número de entidades divinas, que mal fez ao mundo, para estar a sofrer tal castigo.

burpees, a segurar num bosu...

youtube demonstra o exercício em questão. cada vez que terminava uma série, sentava-se no chão, completamente derreado. benzi-me mentalmente. eu chorava se tivesse que fazer aquele bosu burpee.. eu já quase que choro quando tenho que fazer burpees, e não tenho o bosu na equação.. eu adoro o bosu, mas é para fazer agachamentos ou lounges em cima dele, não levanta-lo no ar.. até porque aquilo ainda pesa quase 10 kg. espero que ela não se lembre de me mandar fazer aquilo, valhameminhanossasenhora 😱😵

lamentei a sorte do moço, a nossa PT não brinca em serviço.. deus tenha piedade de nós.. lol

16 de Abril de 2018, às 23:49link do post comentar

Isa vai ao ginásio: tortura II

no presente momento em que debito estas palavras, encontro-me em grande sofrimento lol

na segunda tive o 30º treino com a PT. a meio da primeira série de lounges com a perna de trás elevada, e um salto quando subia, logo após ter feito a mesma lounge, mas com 7,5kg em cada mão (mas sem o salto, valha-me minha nossa senhora), e a sentir os músculos a das pernas a pegarem fogo, vi logo que aquilo ia-me sair caro...

não sei ondé que a moça vai buscar inspiração para os exercícios, mas manda-me fazer com cada coisa, que até fico a bater mal. em 30 treinos foram raras as vezes em que repetimos o mesmo exercício. há sempre uma variaçãozinha cretina qualquer, que é o suficiente para atacar logo os músculos desprevenidos, e fazer-los ganir durante dois ou três dias. não há forma do corpo se habituar!

ontem as dores entraram de mansinho, como de costume, e ao longo da tarde foram-se revelando. ao fim do dia tinha um andar novo 😂😭

hoje estão on fire. vou ignorar as dores dos abdominais, que em comparação com as outras não são nada. começam logo ali nas almofadas do assento, e descem sem só nem piedade até ao gémeo. tão para além do andar novo, custa-me horrores a sentar, a levantar, e a andar. o simples facto de levantar os pés do chão é penoso. basicamente, custa-me fazer qualquer movimento que envolta usar os músculos das pernas. parece que estou toda entrevada.

nestas alturas pergunto-me se vale a pena, andar constantemente com dor aqui, com dor ali, por causa do exercício físico... quero acreditar que sim. mesmo!

11 de Abril de 2018, às 15:30link do post comentar ver comentários (4)(1)

Flexões do demo

no treino de ontem fizemos um exercício que achei genial, uma espécie de flexões em queda livre. de joelhos no chão, com os pés caçados por trás, deixávamos cair o corpo o mais lentamente possível, e no último momento, trazíamos as mãos para o lado dos ombros para absorver o impacto (no conforto de um colchão). depois, com o balanço da flexão, mandávamos o corpo de volta para a posição inicial. três séries, quatorze repetições. achei facílimo de fazer, e totalmente inofensivo. 

...ou era o que eu pensava. hoje tou cheia de dores nos músculos dos ombros, braços e por baixo dos braços, que até me custo a mexer.. FFFUUUUUU, como é que uma coisa aparentemente tão inofensiva, castigou o corpo desta forma? O.o

mas será que alguma vez vou terminar um treino sem ficar dores num qualquer grupo obscuro de músculos? 😱😭

16 de Fevereiro de 2018, às 23:45link do post comentar

Isa vai ao ginásio: luvas

como sei que uma das modalidades favoritas de quem frequenta ginásios é reparar nas vestimentas alheias (onde me vou incluir, para não me acusarem de hipocrisia lol), seja os leggings demasiado apertados e que deixam pouco à imaginação, seja as t-shirts ou os tops demasiado reveladores, ou a panóplia de acessórios ridículos, tipo bandanas, perneiras, cintas, headphones gigantes ou... luvas com dedos cortados.

porquêêê usar luvas no ginásio?? assério.. porquêêê?? só pode ser pró swag..

só que depois começamos a reparar que estamos a ganhar calos na palma das mãos, na base dos dedos, por causa das máquinas e dos pesos..

pois é.. a isa usa luvas no ginásio.

OH. QUE. HORROR. SUA CROOOOOOOMA!!!

gozem comigo à vontade, mas não quero ter mãos de agricultor daqui a uns meses. gosto muito das minhas mãozinhas delicadas, de quem parece que não faz nada na vida muahahahah

para não falar que evitam que fique com as mãos a tresandar a ferrum depois de fazer uns kettlebell swings ou elevações na barra, ou nos equipamentos do ginásio, andar a meter as palmas suadas onde tantas outras palmas suadas já estiveram. nope. nope. nope. gozem comigo à vontade, luvas FTW!

19 de Dezembro de 2017, às 20:30link do post comentar ver comentários (4)(1)

Isa vai ao ginásio: 6 meses!!!

na verdade, se fizesse a conta a 10 treinos por mês, não seriam 6 meses, seriam quase 4. ali entre julho e agosto, entre férias e trabalho, estive um mês sem lá meter o coiro, e tem havido demasiadas semanas apenas com um treino. é melhor que nada.

bom.. 6 meses. 37 treinos. 16 treinos com PT.

de facto, há uma diferença brutal entre fazer treinos por conta própria, ou ter alguém que percebe do assunto a torturar-nos orientar-nos na direcção certa. desde há um mês para cá que começamos a combinar os treinos, e em vez de 30mn cada um, fazemos 1 hora em simultâneo. é super, super puxado. já tenho levado quase uma semana a recuperar totalmente do treino, mesmo dando-lhe a sério nos alongamentos.

os alongamentos passaram de 20 minutos para 1 hora, e tornaram-se muito inspirados em posturas e fluxos de yoga. depois da minha descoberta, começamos a explorar e a descobrir montes de posturas que esticam deliciosamente os músculos, e fomos integrando várias na rotina. foi pegando tão bem, que eventualmente aproveitamos que o nosso plano inclui aulas de grupo, para experimentar uma aula de yoga. hoje fomos à terceira. fun fact: inauguramos o ginásio com uma aula de pilates, celebramos os 6 meses com uma de yoga :D

tenho notado *muitas* melhorias, não só a nível do pescoço e ombros, como a musculatura tá mais rija, tenho mais flexibilidade e não me sinto tão emperrada (noto especialmente ao levantar-me da cama ou do sofá ou a sair do carro), e a postura melhorou anos-luz (ando maravilhada com ela, nunca tive uma postura tão boa).


o pulmão está um bocado atrasado porque o cárdio tem ficado para segundo plano. a PT mete algum cárdio, mas foca-se muito mais no core e força. nos dias restantes, era suposto dar-lhe no cárdio, o que não está a acontecer porque eu não ponho lá os pés com a frequência que devia.. mas agora com a desculpa de ir às aulas de yoga, pode ser que o ritmo das 3x por semana volte \m/

Isa vai ao ginásio: alongamentos.. ou yoga?

a minha rotina favorita no ginásio são os alongamentos. reservo sempre os últimos 15 minutos do treino para esticar os músculos todos, coisa que tem feito maravilhas pela flexibilidade, estabilidade e postura da minha máquina. desde que voltei ao ginásio, deixei de precisar de ir levar amassos, as minhas costas e pescoço têm andado impecáveis. além disso é uma forma muito agradável de terminar a sessão de ginásio, uma pessoa sai de lá toda solta e totalmente relaxada.

faço à volta de 20 exercícios, com duração de 30 segundos. alguns são a dobrar porque é preciso fazer para cada perna e braço. e eis que acabo de descobrir, que metade destes exercícios, são posturas básicas de yoga..

agora tenho uma dúvida existencial: mas afinal tenho andado a fazer alongamentos, ou yoga?

11 de Setembro de 2017, às 18:20link do post comentar ver comentários (13)(4)

Isa vai ao ginásio: o regresso

depois de ter esperado 5 meses até que o ginásio onde me inscrevi finalmente abrisse (ok, confesso.. é uma desculpa esfarrapadona.. podia ter activado a inscrição antes e frequentado outro nos entretantos, como fez o homem), eis que maio trouxe consigo o tão temido regresso.. um ano inteiro sem me mexer. um. ano. inteiro!!

entrei de mansinho e não me custou nada, nem senti aquelas dores chatas nos músculos. já me tinha esquecido como era fixe suar um bocadinho depois de uma jornada de trabalho, até tenho dormido melhor \m/

mas decidi que desta vez as coisas vão ser um bocadinho diferentes. apercebi-me pela experiência anterior, que se não sabermos o que andamos a fazer, não vamos a lado nenhum. estive quase seis meses a ir ao ginásio com uma frequência aceitável, e não vi resultados quase nenhuns, nem a nível da resistência, nem no corpo...

por isso vou confiar a missão a uma PT fofinha. espero que seja fofinha também durante os treinos e não me faça chorar sofrer muito. venha daí um plano de treino para cumprir à risca, e treino supervisionado uma vez por semana.

fiz a avaliação física da praxe. anos a fio de sedentarismo e pouca disciplina no exercício físico, estão mesmo a fazer estragos.. a minha pobre máquina está à beira da tragédia. a começar pela desgraça que se tornou a minha postura, o bloco de pedra em que os meus ombros e pescoço estão transformados (mas isso já eu sabia), os músculos todos do meu lado direito que pelos vistos esqueceram-se de como é suposto funcionarem, mais a dificuldade geral que sinto ao levantar-me ou dobrar-me para fazer quer coisa...

...e eu não quero chegar aos 40 a sentir-me como se tivesse 60, quero chegar aos 40 a sentir-me como se tivesse 20 CRL!!!

porque há muito trabalhinho para fazer, vai levar tempo. primeiro há que corrigir a postura, ensinar os músculos a trabalhar correctamente e fortalece-los, e só depois se passa a coisas mais sérias. não tenho pressas, e desta vez não vou meter um prazo no desafio. desta vez é para se tornar parte da rotina.

é que sem exageros, eu passo ~ nas calmas ~ 12 horas sentada por dia, entre a secretária, o sofá, a mesa, e os bancos dos transportes públicos. mais 7 deitada, restam praí 5 horas a mexer-me minimamente. isto não pode ser saudável...

à hora de publicação deste post, encontro-me a ser torturada pela PT. espero sobreviver ao primeiro dia, para contar a história. rezem por mim.

7 de Junho de 2017, às 21:00link do post comentar ver comentários (1)

Isa (não) vai ao ginásio

receita para o desastre em 3 actos:

acto 1

estão a ver aquele conselho que nunca falha em qualquer artigo que fale sobre ginásios, de escolher um clube perto de casa ou do trabalho? não pode ser mais acertado. aliás, quem escreve esses artigos podia resumir a palha toda numa só frase:

"se te inscreveres num ginásio que fique longe de casa ou do trabalho, não vais aguentar lá muito tempo!"

é capaz de ser o motivo para 90% dos falhanços. em abril apenas consegui calçar lá três vezes. como as perspectivas em conseguir manter o ritmo das 3x por semana estavam cada vez mais distantes, atirei a toalha ao chão e cliquei no botão de cancelar a adesão, com muita pena minha..


acto 2


escolher um ginásio perto de casa, mas que fecha uma hora mais cedo que o anterior. só que afinar rotinas leva tempo, e já vamos a meio do mês e raramente consigo chegar a casa antes das oito da noite, para fazer hora e meia de malhanço. fazer em casa, tá quieto. não funciona comigo mesmo.


acto 3

trabalhar numa zona pejada de pastelarias deliciosas e não conseguir resistir-lhes... isso e lembrar-me de ir lanchar às seis da tarde... nada fixe...

esperando que isto não demore a atinar novamente :P

18 de Maio de 2016, às 23:48link do post comentar ver comentários (7)

Isa vai ao ginásio: 3 meses!!!

3 meses. 33 treinos. 41 horas (sim, estou a manter registo) que passei a arfar feita maluca, em vez de ficar esparramada no sofá a ver tv ou lurking pela net YAY!!!

esta é a quarta tentativa de me "obrigar" a frequentar um ginásio. a primeira andei lá pouco mais de dois meses e falhava muitos dias, da segunda aguentei outros dois meses mas passava-se semanas que não metia lá os cotos, da terceira paguei a inscrição e a primeira mensalidade e nunca cheguei a calçar lá.

tinha, portanto, tudo para correr mal.. acontece que à conta dos post-mortems aos erros cometidos nas tentativas anteriores está a ser completamente diferente.

primeiro, porque tinha um objectivo realista. queres ter genica para caminhar na primavera? então precisas de manter o aparelho cardio-respiratório a bombar e fortalecer o core, para ficares menos cansada e sem dores musculares. é chato caminhar 20km, que nem é muito, e ficar para morrer depois disso. quero caminhar 20km e terminá-los fresca e com vontade de fazer mais 20 no dia seguinte.

segundo, porque meti um prazo na coisa: três meses! vais aguentar três meses. três meses tu consegues.

terceiro, porque obriguei-me a cumprir uma rotina. vais fazer o impossível para ires 3x por semana. não 1x, não 2x, não 4x, não 5x.. 3x! nem sequer pensas no assunto, pegas no equipamento e vais malhar, quer te apeteça ou não. 3x por semana, intervaladas, para dares descanso ao corpo e não teres desculpas. 

quarto, ter escolhido um ginásio tão perto que me desse peso na consciência pagar e não ir. e com um horário amigo dos meus horários. e barato, que só preciso das máquinas, dos pesos, e de um tapete.

quinto, diversificar os treinos para não me aborrecer da rotina. tenho uma rotina, é certo, 30 minutos de cardio, 30 minutos de força (musculação ou treino funcional ou uma mistura de ambos), e 15 minutos de aquecimento/alongamentos. mas rodo os equipamentos, e os exercícios, e a intensidade com que os pratico.

sexto, não me estou a medir nem a fotografar. been there, done that. uma das últimas tentativas que fiz para delapidar a pança, em 2010, foi sabotada por causa disso. após várias semanas sem notar uma única diferença, acabei por desistir e resignar-me que a banha estava confortavelmente instalada e não tencionava ir a lado algum.

eis atingi a meta dos três meses / três vezes, e estou deveras surpreendida pela minha persistência \m/

milagrosamente, tenho conseguido cumprir a rotina à risca. se por algum motivo há um dia que não posso ir, compenso no dia seguinte, mesmo que signifique ir dois dias seguidos. só há uma excepção, dou-me folga quando o benfas joga em casa
mas o melhor de tudo é que nem por isso precisei de obrigar-me muito. ir ao ginásio ao fim do dia passou a ser uma coisa que preciso, o corpo e a mente pedem-me aquilo, a ponto de ficar ansiosa pela hora. mesmo nos dias em que me sinto com menos energia insisto e vou à mesma. há ali um voodoo qualquer que acontece assim que me equipo (deve ser o feitiço da roupa de treino lol). e curioso que, os treinos que me dão mais gozo são os que termino toda assassinada!

três meses é pouco para ter resultados visíveis. não há muito para derreter, apenas para tonificar e isso leva tempo. o peso tem-se mantido estável, não noto mas o homem jura a pés juntos que a camada de banha da pança tá mais fina. não fiz grandes alterações à dieta habitual, se tanto troquei alguns ingredientes na sopa, reduzi as batatas-fritas ao mínimo, os queijos passaram a ser light e o pão integral (ancestral, pronto), e passo muito tempo sem sentir a doçura de um palmier, de um donut, ou de um waffle a derreter-se-me na minha língua :'(

...mas!!!

já não vomito um pulmão quando subo 3 ou 4 lances de escadas (7 ou 8 já é outra história), as alergias andam mais controladas (desde que ando no ginásio não tenho precisado de anti-histamínicos), a musculatura anda mais firme, a postura melhorou, e sinto mais energia e força (até as tarefas domésticas custam menos). ando curiosa com o colesterol mas ainda é cedo, não quero apanhar nenhuma desilusão.

agora, parte mais gira disto tudo é que é para continuar. os dois primeiros meses foram tenrinhos, mais para desenferrujar os músculos e os tendões e habituar o corpo ao exercício. só no ultimo mês é que comecei a introduzir os pesos no treino funcional, estabilizei os 10km/h na passadeira (com umas gazadas ocasionais a 11-12km/h para ele não ficar mal-habituado), e comecei a usar os programas mais malucos da elíptica, num nível respeitável. o treino ganhou logo outra dimensão, mais puxado, mais desafiante e muito mais gratificante. se conseguisse aguentar seis meses (um dos objectivos que tinha na ultima lista das 101 coisas e que desisti antes de começar) ficaria imensamente orgulhosa da minha própria pessoa.

e a primavera até aí a rebentar, e eu estou mortinha para ir testar a máquina pró monte :D

vemo-nos daqui a três meses. ou então, não! sabendo eu o que a casa gasta..

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: