Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Sardenha // Barcelona — Porto Torres

Novembro 15, 2023

← anterior

concedo que uma pessoa possa ter ido ao engano, a pensar que aquilo ia ser uma espécie de mini-cruzeiro no mediterrâneo (é que nem por isso é uma viagem barata), e não um navio de de carga, operado por pessoas que não estão para perder tempo com subtilizas. e não é que não estivesse minimamente preparada, pois li algumas reviews no google...

mas dito isto, a experiência não precisava de ser assim TÃO má, cacete! 😠

a começar logo pelos modos rudes dos gajos a orientar a malta no acesso e estacionamento do barco. não tinham paciência nenhuma, parecia que tavam a cuidar de gado.

depois, o camarote. ok, tava arrumado e parecia limpo... mas num estado de conservação lastimável. as cortinas todas mal amanhadas, a roupa da cama coçada e até com buracos. não tinha toalhas nem papel higiénico (tivemos que atravessar o barco para ir pedir isso na recepção), e tive a ideia infeliz de abrir o armário por baixo do lavatório, a ver se encontrava o papel higiénico — que por acaso encontrei, mas usado!!! imagino que os hóspedes anteriores improvisaram ali um balde de lixo. OMFG 🤮

mas calma, o pior ainda estava para vir... 

depois de instalados fomos morder o ambiente. o ferry era enorme, e haviam várias salas, bares e restaurantes, casino, spa, lojas. mas tal como o camarote, as instalações estão muito mal cuidadas, e a limpeza a deixar MUITO a desejar. e ainda bem que não tive que usar os WCs das áreas comuns, porque não cheguei a encontrar um que estivesse limpo.

numa das salas mais frequentadas (e na qual provavelmente teríamos que dormir, se eu não tivesse tido a inspiração divina que me levou a reservar o camarote), era o degredo total. malta escarrapachada por cima dos sofás sem qualquer respeito pelos outros, muita gente descalça, com os pés ou meias todos labregos, em cima dos assentos, das mesas, das janelas, ou pendurados no ar, um pivete a suor e a chulé no ar, malas e sacos espalhados por todo o lado, lixo por cima das mesa.. nem sei bem o que é que aquilo parecia, mas até me benzi mentalmente (e eu não tenho religião). cruz credo, vade retro satanás!

pouco depois, a fome começou a apertar e fomos sondar o que se mordia por ali. por azar, o restaurante assim com melhor aspecto tinha acabado de fechar, restava-nos o self-service ou o snack-bar. 

entramos na sala do self-service o cenário era caótico. tabuleiros amontoados em quase todas as mesas, com os pratos ainda cheios de comida, lixo por todo o lado, uma javardice total. a comida que lá serviam tinha um mau aspecto do caraças, aliás, acho que é crime chamar aquilo comida... ou melhor, devia ser crime tratar comida tão mal. não admira que a malta deixasse aquilo praticamente intocado. que degredo 🤢. yeah, hard pass!

os próprios funcionários tavam todos mal amanhados, com os uniformes todos rotos ou remendados, e sujos…

acabamos por ir ao snack-bar, que servia hamburguers, pizzas, saladas, etc. pedimos duas doses de pizza, uma salada, e duas bebidas. ao dia de hoje ainda choro a fortuna que pagámos por aquela desculpa esfarrapada de comida. As pizzas eram claramente congeladas, a salada ficou lá toda, porque a alface estava com uma cor estranha e os tomates cherry todos moles. nem nos demos ao trabalho de reclamar porque de certeza que se nos substituíssem a comida, vinha igual ou pior. ficamos ali a ruminar aquela desgraça e a repensar nas decisões de vidas que nos conduziram àquele momento.

bom, precisávamos de um plano para o regresso, porque nem pensar que voltaríamos a gastar 1€ que fosse em comida ou bebida naquele desastre flutuante...

por esta altura, eu já só queria ir tomar banho para tirar aquela humidade horrorosa da maresia de cima, enfiar-me na cama, e só acordar no dia seguinte. 

de regresso ao camarote, muitos dos passageiros acomodavam-se para dormir. havia gente espalhada por todo o lado, a dormir nos assentos dos restaurantes, nos recantos dos corredores, uns deitados em colchões e esteiras de campismo, outros só em cima de toalhas. muitos pareciam quase sem-abrigo, alguns até agarrados a cães estavam. não tirei fotos, mas não foi difícil encontrá-las nas reviews do google (tipo esta, ou esta e ainda esta). 

mas também passamos por malta que já devia ser veterana naquelas lides (ou então tem alguma dignidade) e tinham estaminés com alguma classe, tipo colchões insufláveis de casal, com roupa da cama completa com lençóis e edredons, e almofadas.

o pequeno-almoço, que tinha incluído durante a reserva, foi igualmente miserável. cum crl, que serviço horroroso. pena que é a única forma de levar o carro para a ilha... 

às 9 da manhã, estamos a desembarcar, prontos para a aventura em solo italiano.. sardenho... whatever. mas primeiro, primeiro! tinha que ir à procura de um centro para lavar o carro, que estava coberto de restos mortais de todo o tipo de insectos que se escarrapacharam contra o carro na travessia de espanha, e todo gosmento da humidade do mar.

continua →

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: hello@liwl.net

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D