Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

lost in wonderland

lost in wonderland

Reviravolta sazonal à roupa

Outubro 31, 2016

é tão chato que aposto que este foi um dos doze trabalhos do hércules XP

ainda assim sentia-me corajosa e fui buscar tudinho. despejei em cima da cama os conteúdos do roupeiro e do saco de vácuo que vive no interior do sommier, e só vê a luz do dia 2 vezes por ano. uma montanha de roupa que me deu assim uns suores frios e dores na consciência. até a gata ficou nervosa com aquele cenário.

inacreditável a quantidade de roupa que tenho, e acabar por andar sempre vestida com a mesma meia dúzia de peças..

anyway, decidi experimentar roupa que não vestia há anos, mas que vou guardando por razões,

a minha cara quando a maioria das calças que tenho com mais de 5 anos, não passa das pernas, quanto mais conseguir abotoá-las na cintura (e a culpa não foi do whopper que tinha morfado ao almoço, que eu peço sem molhos e bebo águinha, tá?).. os trinta têm sido brutos comigo :/

muita coisa velha guardada. desbotada, gasta, esburacada.. peças que não me consigo desfazer por questões emocionais. na verdade tenho a esperança que se regenerem de um ano para o outro, para poder voltar a usá-las. também é verdade que isso tem falhado ano após ano.. mas a esperança é a ultima a morrer!

(e eu sou aquela pessoa que passou o verão em destroyed denim e t-shirts com ar "vintage"... mas há limites)

mas vá, a cada reviravolta mando algumas para reciclagem, custa (um bocadinho) menos assim.

encontrei demasiada coisa ainda com etiqueta. apesar dos meus esforços, continuo a comprar roupa que depois não consigo vestir.. correcção, continuo a permitir debaixo de uma chuva de ameaças o homem comprar-me roupa que ele gosta, e que por acaso no provador até parece boa ideia, mas depois não consigo vestir. isto tem mesmo que acabar.. normalmente quem beneficia com esta situação é a minha mãezinha, que não se importa de adoptar a roupa que a filha não quer.

já estava a começar a ver o fundo da cama quando o homem decidiu descolar a peida do sofá e juntar-se à minha empreitada, e foi chafurdar no roupeiro dele. para meu alivio, livrou-se de algumas t-shirts que já estavam bem foleironas e mais do que passadas da validade. algumas delas deviam fazê-lo rever a teoria de não cortar unhas a bichos.

este é outro com sérios problemas em desfazer-se da roupa favorita.. pior que eu, até! haviam de ter testemunhado uma luta lendária que tive com uns jeans e com alguns pares de bermudas, que ele insistia em guardar, apesar de estarem em tão mau estado que nem um sem abrigo era capaz de querer usar aquilo.. durou anos. e agora finalmente conquistei a derradeira batalha. yay!

resultado: um sacalhão de roupa para dar, um sacalhão de roupa para reciclagem. not bad!

5 comentários

Comentar post

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

drop me a line: isa [ arroba ] sapo [ ponto ] pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D