La casa de papel

a mid season da primavera terminou e finalmente arranjei tempo para o binge d'la casa de papel. como o hype já passou, todàgente já viu, e já se escreveu tudo o que havia para escrever, vou apenas deixar umas notas:

[ cuidado que pode ter spoilers!!! ]

- o torres é o MVP;

- shippei o denver e a srta gaztambide desde o tiro na perna;

- bonita história de amor também teria sido o helsinki e o arturito;

- a nairobi es la puta ama!!

- o berlín é a definição personificada de smooth criminal. quanta classe!

- a tokio é uma das personagens principais mais irritantes dos últimos tempos;

 - o oslo morreu, mas os seus pulmões continuaram a funcionar;

- el profesor traçou um plano milimétrico, previu todos os cenários possíveis de imaginar, obcecou com todos os detalhes.. só não contou foi com a pior das falhas: o factor humano (ele incluído);

- el profesor tão genial que é com a cabeça de cima, quase jodeu tudo quando começou a pensar com a de baixo;

- el profesor tem ar de nerd desajeitado, mas na vida real é um pão do crl. fazia!

- tão e a cruz que o moscú carrega, por ter abandonado a mulher agarrada numa rotunda, perto de onde vivia um dealer de caballo, e depois estava sempre a sonhar que ela limpava para-brisas nos semáforos? enredo digno de uma telenovela venezuelana, com legendas em espanhol então,  é de ir às lágrimas de tanto rir 😂

- como é que carajo as cuecas do arturito estavam tão brancas com aquele colete de bombas ao peito? 

- a miúda de famílias britânicas tinha um sotaque americano perfeito;

- coitados dos reféns, que nem a família ou amigos tinham lá acampados à espera de desenvolvimentos;

- nem quero imaginar os níveis de colesterol e glicémia daquela malta, depois de uma semana a comer pizzas e sandes em pão de forma;

- aqueles coños mereceram cada cêntimo que conseguiram imprimir!!

- wilhelm scream: check!

- os hombres españoles são assim tão brutos com as mulheres? joder..

- fiquei fascinadissima pela vastidão e criatividade dos insultos e dos palavrões em espanhol, nunca me tinha apercebido da riqueza do vocabulário carroceiro de nuestros hermanos, é verdadeiramente épico!

13 de Julho de 2018, às 21:30link do post comentar(2)