Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

lost in wonderland

lost in wonderland

I don't always write about bad movies, but when I do…

Abril 05, 2014

...é para cascar neles até me sentir vingada pelo tempo que perdi a vê-los, quando podia estar a fazer coisas bem mais interessantes, tipo lavar o chão com uma escova de dentes.

ontem à noite o homem achou que seria divertido ver um filme de sci-fi com um rating merdoso duvidoso no IMDB. ainda assim, dei-lhe o beneficio da dúvida, porque a) nem sempre concordo com os ratings do IMDB, especialmente em filmes do género; e b) um filme com will smith não pode ser assim *tão* mau como isso..

...yé, rite!

ainda nem a meio íamos e eu só já desejava que o monstro comesse a personagem principal para ver se o filme acabava.. WHAT A LOAD OF CRAP!!

é o primeiro filme que vejo em muitos anos, capaz de rivalizar com o battlefield earth. é mau nas horas.

a começar logo pelo titulo, after earth. tão regressa-se à terra pela primeira vez em 1000 anos de ausência forçada, com uma atitude "tanto se me dá, como se me deu"? é o planeta que serviu de berço à humanidade, for chrissake.. é um facto que merecia uns minutos de atenção, de nostalgia, de emoção, ou até mesmo uma homenagem.. qualquer coisa que não fosse indiferença, para isso tinham-se despenhado num calhau qualquer perdido no espaço que ia dar ao mesmo :P

o argumento é do piorio. fraco, previsível, e cheio de inconsistências.. nem vale a pena pegar nos plot holes, que a lista é interminável e não quero morrer de tédio a enumerá-los.. já me bastou o tédio que foi vê-los.


o will smith passou o filme todo encostado a um canto, com o mínimo de interacção possível na história.. claramente os holofotes estavam direccionados para o filho e nada podia interferir.


e não ficou só encostado, como fez um esforço sobre-humano para ser enfadonho, desinteressante, e monótono - sem dúvida alguma, a prestação mais desenxabida do currículo dele até hoje :P


no fundo até é fácil perceber porque é que a acção é totalmente centrada no puto. é um truque cinematográfico, tal como o dos espelhos :D o will e a jada estão perfeitamente conscientes que o filhote tem tanto jeito para representar como uma batata e que se tivesse que partilhar o ecrã com outro actor qualquer, mesmo que fosse a kristen stewart, a sua presença seria vaporizada instantaneamente. 


é mauzinho mesmo.. desajeitado, sem credibilidade, sem expressão nenhuma e incapaz de criar empatia no espectador. passou o tempo todo com cara de quem está à rasca pa cagar e não consegue, porque está no mato e não tem papel higiénico à mão (bastava arrancar um pedaço da nave, btw..) nem a dicção escapa, é doloroso ouvir o puto a falar..


não lhe paguem umas liçõezinhas de representação que não é preciso..


a única "personagem" no filme que foi capaz de arrancar-nos alguma emoção, foi um condor ao morrer… e era CGI! acho que isto resume tudo.


sinto que se tivesse ficado a mesma hora e meia a olhar para uma parede vazia, seria tempo melhor empregue :P 

8 comentários

Comentar post

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

drop me a line: isa [ arroba ] sapo [ ponto ] pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D