065 - Viajar de avião (o cessna não conta)

YAAAAAAAAAAAAAY!!!

se há coisa que sempre quis fazer, foi andar de avião.... mas porra, tava difícil!

...e se não fosse esta oportunidade, que surgiu assim do nada, sabe-se lá quando teria sido :P

anywoo, sabem aquelas situações inesperadas, tipo, quando o vosso marido chega a casa e vos informa "mor, provavelmente para a semana tenho que ir aos açores em trabalho e a empresa sugeriu que fosses comigo.."? tipo.. UAU?!

claro que sim!

a coisa confirmou-se na segunda à noite e quarta às seis da tarde (isto, na semana passada), tava no terminal 2 do aeroporto de lisboa a fazer o check-in. tava tão excitada como uma pessoa que nunca tinha andado de avião (digno desse nome) antes podia estar! lol
pareciamos uns saloios, pois não estavamos familiarizados com aqueles procedimentos todos de check-in e controlo de embarque, e os seguranças não estavam de muito bom humor, mas pronto :P

às 18.15 os passageiros do voo S4 129 para ponta delgada foram chamados para o embarque. tava quase, quase... a excitação aumentava ao minuto!

fomos de autocarro até perto do avião. não fazia ideia daqueles procedimentos na pista do aeroporto, a agitação é tanta, mas tanta, que tem que ser tudo muito rápido e organizado.

...e eis que lá estava ele, o avião que nos ia levar para a ilha de são miguel!

um airbus A310-300, baptizado de macaronesia, que não sendo um dos maiores, também não é propriamente dito pequeno. tem 46 metros de comprimento e capacidade para cerca de 220 pessoas.. impõe um certo respeito, portanto!

levei foi logo um raspanete de uma hospedeira porque me pus a tirar fotos e não podia, bah..

...e finalmente entramos!!
o interior assemelha-se bastante a um intercidades ou alfa-pendular, apenas mais largo, com uma fila central de bancos e janelas minúsculas. custa a acreditar que aquilo se eleva tão alto nos céus. se há coisa que sempre me intrigou é como é que eles põem estes monstros a voar he he he

depois do pessoal todo sentado e de cinto posto, os motores começaram a trabalhar e começou-se a notar um pivete a combustível queimado que não era brincadeira. entretanto as hospedeiras começam a exemplificar os procedimentos em caso de emergência. muito giro, mas não prestei atenção nenhuma lol

minutos depois, os motores começaram a ganhar força e finalmente o avião entrou em movimento, posicionando-se na pista para descolagem. tremia um bocado, pareceu-me um tanto ou quanto frágil...e barulhento..omg, nunca imaginei que os aviões fossem tão barulhentos lá dentro :P

é quando ele começa a ganhar velocidade e a largar o chão que o estômago começa a dar de si. tava tão excitada que parecida que o coração me ia saltar do peito lol
também foi a primeira vez que o marido andou de avião, foi muito mais fixe assim porque estávamos ambos a partilhar a mesma experiência hi hi hi

a vista é brutal, apesar de ser noite. as ramificações luminosas que denunciam povoações e o recorte da costa, tão lindooo..mas foi sol de pouca dura, pois minutos depois, e durante duas horas, a única coisa que se via eram as luzes de sinalização das asas.

o voo é sempre sobre o oceano para depois aterrar num pedacinho de terra perdido a meio do atlântico, um bocado assustador, quando se pensa nisso he he
e para ajudar à festa, o comandante informou cordialmente os passageiros de que "estamos a voar a uma altitude de cerca de 36 mil pés (11km) e a 900km/h"...omg...OMFG!!

entretanto, foi-nos fornecido o "kit" do jantar: uma sandocha de frango, que eu nem por isso gostei, sobremesa e bebida..de facto as refeições a bordo são assim pro deprimente lol a unica coisa que gostei foi do chá que serviram logo a seguir ao "jantar" :)

o ar condicionado é que me estava a assassinar as vias respiratórias..isso e a barulheira infernal, e mais os estalos nos ouvidos por causa da pressão..chiça!
ah, e não fiquei nada impressionada com o wc, tive medo de ser sugada pelo buraco da pia lolll

o voo foi um bocado turbulento, a dada altura fomos avisados para apertar os cintos, não achei lá muita piada a esta parte..provavelmente é normal, eu é que não tou habituada àquelas andanças.

o mais surpreendente, é o que parecia ser uma seca de duas horas, passou num instantinho...entre tirar o mac para fora, fazer uns videos com a nikon, começar a escrever este post e comer qualquer coisa, passou num instante..é que nem peguei no livro lol

aterramos à hora prevista no aeroporto de ponta delgada, com o bónus de termos ganhado 1 hora devido à timezone  hihihihihi

e pronto!
para alem de ser a primeira vez que voei a sério (desta vez não saltei de lá de cima lol), também foi a primeira vez que estive tão alto, andei tão depressa, afastei-me tanto de casa, e estive num uma ilha...foi uma sensação excelente!
 

18 de Novembro de 2009, às 00:28link do post comentar