Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Rendi-me

Outubro 19, 2018

sempre fui muito resistente aos aspiradores robot. acho-os demasiado caros e parecem-me demasiado frágeis, e tenho dúvidas se funcionam realmente bem, ou se a limpeza é superficial. não vou gastar centenas de euros se uma mopa seca fizer o mesmo serviço, né?

mas acontece que cheguei ao limite da paciência para andar sempre a apanhar tufos de pêlo de gato e areia espalhados pela casa. aspira-se, e no dia a seguir o chão já tá todo badalhoco.. e lá tenho eu que andar a passear a mopa pelo chão - com tanta coisa melhor onde empregar esse tempo 😤

mais a mais, agora que tenho o cabelo mais curto e não ando sempre com ele apanhado, entre mim e a gatifonga, a questão do pêlo tornou-se num caso sério. cabelos meus enleados em tufos de pêlos de gato, a casa parece o faroeste..

 

tumbleweeds

 

tão manda vir uma dessas coisas prágente, a ver se conseguimos manter o chão limpo sem mexermos uma palha.

não é um roomba, esses custam os olhos do cú, é uma chinesada que custa metade do preço, e mesmo assim..... mas pronto, até tem wife acceptance factor, é branco e todo minimalista!

é realmente muito pratico, e bastante desenrascado. é mandá-lo ir aspirar e ele nem responde "já vou", arranca logo. em 30 minutos trata do assunto lol

como aquilo ainda faz um certo ruído, ocorreu-me que podíamos usá-lo também como despertador (só ideias brilhantes, esta cabecinha 😆), por isso está programado para começar a aspiração às nove da manhã. e até funciona, pelo menos para o homem. assim que o ouve salta logo da cama, para tirar as cadeiras e as coisas do gato do caminho (ele até a taça da comida do gato tenta aspirar). já eu, quando dou por ele, já vem de volta à base 😑

admito.. era MUITO céptica em relação ao desempenho destes aspiradores, e não estava nada à espera que aquilo fizesse um trabalho tão bom. fora o sofá e os cantos estreitos onde ele não consegue enfiar-se, o chão fica impecável, como se tivesse sido aspirado pelo trambolho. até o tapete do wc do gato aspira. saca com cada deposito de cotão e areia que até fico a bater mal... quem diria que a casa num dia junta tanta porcaria 😨 tão explicados aqueles ataques de rinite que volta e meia tenho...

anyway.. visto que *provavelmente* não terá tanta qualidade como um aspirador que custe o dobro ou o triplo do preço (we shall see), espero não se escangalhe todo daqui a meia dúzia de dias, e aguente uns quantos anos ao nosso serviço.

ah, a gatifonga, que detesta o barulho do aspirador e esconde-se sempre que a casa é aspirada, àquele já acha uma certa piada. ou então desconfia do invasor rasteiro e gosta de ficar de olho nele. está sempre por perto, às vezes tão perto que ele tem que parar para não bater nela, porque a madame não se desvia de nada nem de ninguém que ouse atravessar-se à sua frente. ainda não lhe saltou para cima e andou à boleia, mas vamos aguardar pacientemente muhahahaha

catshark

Leslie

Outubro 16, 2018

no sábado fomos com um pseudo colega, ao porto, participar numa hackathon. a hackathon foi fixe e só não ganhamos por causa das coisas.. que é como quem diz.. porque vínhamos de fora, porque éramos praticamente os únicos profissionais, numa pool de pessoal universitário, sem grande experiência quer em web development, quer em tecnologias no geral (muitas dos projectos são coisas que já existem há anos), e fomos o único grupo que apresentou uma coisa a funcionar, em vez de uma ideia gira num powerpoint... mas vá, sacamos o segundo lugar.

o regresso foi ainda mais fixe!

já sabia que o tempo ia estar bera durante o fim de semana, mas estava previsto que fosse na zona de lisboa, não no porto. logo, até nem era má ideia sairmos de lisboa, e os planos mantiveram-se. durante todo o dia fui mantendo um olho na evolução meteorologia, até porque (admito) tenho um certo fascínio por furacões, e sigo as temporadas de furacões no atlântico sempre com muito interesse. e este vinha direitinho a nós. aliás.. parece mesmo que andava atrás de mim, porque o bixo cagou-se para lisboa, e meteu-se a caminho do norte.

quando saímos do porto, por volta das dez e meia da noite, depois da bela da francesinha, as coisas estavam a ficar muito foleiras. muita água na estrada, muita chuva, e uma ventania medonha. segui com muita cautela pela A1 fora, a rezar para que o meu rico carrito saísse intacto daquela história...

já conduzi em situações bastante adversas. chuvadas que formam lençóis gigantes de água na estrada, chuvadas de água e de granizo de perder a visibilidade por completo, trovoadas medonhas por cima da minha cabeça, neve e gelo sem correntes nos pneus, rios de lama, perdão, terra batida encharcados de água...

...mas nunca tinha conduzido debaixo dum cabrão dum furacão (se bem que nesta altura já tinha sido downgraded para tempestade tropical). foi uma experiência deveras interessante!

é simplesmente aterrorizante. não só há vento a abanar o carro por todos os lados - e o qashqai é pesadão e bojudo, e bastante aerodinâmico, e é preciso muita força para ele abanar, como há doses maciças de água projectada em todas as direcções, reduzindo imenso a visibilidade, como há detritos de tamanhos consideráveis na estrada, e outros pelo ar, projectados pelo vento a velocidades que os tornam muito perigosos.. o meu maior receio nestas situações, é vir um tronco de uma árvore a rodopiar na minha direcção, e enfiar-se pelo para-brisas ou por uma das janelas adentro..

era praticamente impossível de conduzir. o vento estava sempre a mudar de direcção e tinha que segurar bem no volante, para o carro não dançar, enquanto tentava ver a estrada debaixo daquela chuvada malina, porque a estrada estava cheia de destroços e tinha que desviar-me deles, e ainda tentar manter um olho no ar... mas estava a ser alta cena muhahahah

estávamos a aproximar-nos da zona de aveiro quando começaram os relatos (abençoado twitter, que para estas merda, não existe melhor meio de comunicação) de que o furacão estava a centrifugar a zona de coimbra, e a autoestrada estava fechada na zona de pombal, e por causa disso, a malta estava a ficar retida por tempo indeterminado na área de serviço de pombal. começamos a ver a vida a andar para trás.. uma coisa é estarmos em movimento, outra é sermos sitting ducks em zonas bastante arborizadas, sabe-se la durante quantas horas.. e como havia a possibilidade de fazermos um desvio para ir passar a noite à casa da família do pseudo colega, acabamos por tomar essa decisão e sairmos da A1, em direcção a viseu, cujas condições na autoestrada não estavam muito melhores, estamos mesmo debaixo do bixo, e a estrada estava coberta de pedaços de árvores e outras porcarias. vá lá que não apanhamos nenhum bloqueio, mesmo nas estradas nacionais e secundarias.

mas foi consensual, que devíamos ter continuado pela AE, e surfar a tempestade lol afinal a estrada não esteve fechada durante muito tempo, tinha sido fixe... EMBORA SEJA UMA COISA BASTANTE IDIOTA DE SE FAZER e devemos fazer os possíveis para não nos vermos metidos numa situação destas. porque pode correr mal. o carro pode ficar destruído num piscar de olhos, assim como as nossas próprias vidas.

that being said...

é definitivamente muito excitante. consigo perceber porque é que há gente que se dedica a perseguir tornados, é uma adrenalina do caraças. faz muitas cócegas no estômago lol

Down the memory lane.. pancadas

Outubro 08, 2018

eis um episódio que sucedeu quando eu era pitazeca, e que felizmente o tempo ainda não apagou porque foi muito engrassade.

certa noite fui com a minha mãe à mercearia lá da terrinha, como tantas vezes.

seguíamos pelo meio de uma praceta, quando apareceu um cão grande a saltitar na nossa direcção. a minha mãe, que tem medo de cães, para não se cruzar com o bicho fez um desvio, e passou meio escondida atrás de dois carros estacionados junto ao passeio.

já eu não tinha medo de cães. e criança parva como todas as crianças conseguem ser, tinha uma pancada ainda mais parva: assustar cães. quando me cruzava com algum, fazia um movimento brusco, tipo dar um salto ou atirar-me subitamente na direcção dele, para assustá-lo. às vezes funcionava e partia-me a rir. 

tão, assim que o pobre cão estava prestes a cruzar o meu caminho, e a minha mãe já tinha tomado uma rota segura, o susto aconteceu.

como esperado, o cão, que ia lá descansadinho da vida dele, apanhou um granda cagaço e arrancou a fugir. gargalhada instantânea.

o que eu não não tava à espera foi que na fuga, o cão enfiou-se entre os dois carros e atravessou-se mesmo à frente da minha mãe.. que apanhou um susto ainda maior que o pobre cão.

mal me aguentava com tanto riso. levei uma granda descasca que até os ouvidos zumbiam, mas valeu totalmente a pena muhahahaha

não me perguntem como é que nunca fui mordida por algum que não tivesse achado piada ao susto, que eu não sei responder. e merecia.. se merecia 😔

Nihon...go!!

Outubro 03, 2018

eis que começa o nível elementar de japonês yay

as aulas continuam no mesmo dia, no mesmo horário. a turma está reduzida a metade. no ano passado começamos com 18 e acabamos 12. neste, começamos 9 mas tenho a sensação que vamos acabar os mesmo 9. apenas duas caras novas.

a parte gira é que por nos conhecemos todos, a galhofa enche a sala 😂
a parte menos gira, é que por sermos tão poucos, cheira-me que este ano o ritmo vai ser acelerado 😭

anyway, não estudamos um .). durante as "férias" lol tamos tão tramados... burro velho já não aprende línguas com tanta facilidade muhahahah

Pág. 2/2

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: hello@liwl.net

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D