Nihon...go!

aulas de japonês. eis algo andava para acontecer há mais de 15 anos, ou seja, desde que vim cá para cima. só que tem sido uma daquelas coisas adiadas indefinidamente, ou porque o tempo não dá para tudo, ou porque fica fora de mão, ou porque cenas - as desculpas esfarrapadas do costume.

de um momento para o outro, o homem lembrou-se que queria começar o curso este ano. pesquisou, perguntou, e decidiu. estava mesmo determinado. já eu não tava com feeling prá coisa, mas nada que o impedisse de ir sozinho.

chateou-me até mais não para ir também, e eventualmente venceu-me pelo cansaço.. como eu sei o que a casa gasta, e sei que vai ser muito difícil (se não impossível) atinarmos com os horários para encaixar as aulas e o estudo, não quis ter nada com o assunto, ele tratou de tudo. se a coisa se falhar, não quero cá responsabilidades lol

sinceramente estou um bocado de pé atrás. não sei se tenho cabeça (ou melhor, memória) para me meter a aprender uma língua nova..

não que o japonês seja totalmente novidade para mim. ali pelos vintes, um bocado empurrada pelo anime&manga, comecei a tentar aprender por conta própria. sacava lições na net, arranjei livros de actividades e dicionários para me ajudar, e passava os intervalos das aulas a decorar as tabelas e hiragana e katakana e a tentar decifrar mangas em japonês. ainda tenho algum vocabulário na ponta da língua, e a esperança secreta que o meu cérebro consiga ir à cave e encontrar alguma coisa por baixo das camadas de pó. nunca deixei de ver anime na versão original nestes anos todos, o que ajuda a manter familiaridade com a língua (apesar de estar longe do ideal.. é como os putos passarem horas em frente ao disney channel e depois começarem a falar igual às personagens histéricas das merdas que vêem, cheios de tiques irritantes).

fast forward até à primeira aula,

apresentações feitas, malta, digam olá à tabela de hiragana! say whaaaaat...?? logo na primeira aula, assim a frio? que selvagem! pois é, temos uma semana para emborcar aqueles 46 "rabiscos"... e o FDP do meu cérebro não se lembrava de 98% daquilo... até me doeu a barriga... ainda vai ser mais desafiante do que temia.

hiragana

há malta de todas as idades na turma, e duas pessoas mais velhas que eu e o homem, vamos ver como a coisa corre para os quatro mais cotas. a professora é japonesa e fala 50/50 tuga/japonês. dá um jeito do caraças conhecer algumas das palavras que ela está sempre a usar.

daqui a 9 meses veremos se aquilo do "burro velho não aprende línguas" é verdade ou não :D

7 de Outubro de 2017, às 16:45link do post comentar(6)